Open navigation

Unisc

unisc-2-1024x521-1
 

Como mantida da Apesc, em nível de educação superior, e comprometida com o desenvolvimento sustentável, com a valorização dos princípios éticos e com as comunidades onde está inserida, a Unisc caracteriza-se como uma universidade comunitária, em constante crescimento, que tem como compromisso viabilizar o acesso ao ensino superior de qualidade ao maior número possível de cidadãos. Para tanto, dedica-se a políticas de acessibilidade, como bolsas de estudo, financiamentos e créditos educativos.

A preocupação que a Unisc tem demonstrado com a preservação do meio ambiente e com o desenvolvimento tecnológico, assim como com a gestão dos recursos humanos e com as boas condições do ambiente de trabalho, fez com que merecesse, por várias vezes, o reconhecimento da comunidade acadêmica, local e regional. Dessa forma, a Universidade vem sendo premiada por seus projetos, suas ações e contribuições para a sociedade, pela qualificação do seu corpo funcional e pela ética, transparência e responsabilidade social que caracterizam suas ações.


Missão e Visão

Missão

Produzir, sistematizar e socializar o conhecimento, visando à formação de cidadãos livres, capazes e solidários, contribuindo para o desenvolvimento de uma sociedade sustentável.

Visão

Ser uma Universidade comunitária e democrática, reconhecida por relevantes contribuições ao desenvolvimento, capaz de responder de forma criativa e dinâmica às transformações do contexto social.


Compromissos Institucionais

A concepção de universidade e a missão da Unisc, articuladas aos seus princípios norteadores, sustentam o seguinte conjunto de compromissos básicos que são o substrato de sua operação e de seu funcionamento:

– Compromisso com a qualidade universitária, que se expressa através de uma política de ensino, pesquisa e extensão, alicerçada num programa permanente de avaliação institucional e num programa de capacitação docente em constante aperfeiçoamento, e de uma política de gestão de pessoas que assegura boas condições de trabalho e qualidade de vida a docentes e técnicos administrativos.

– Compromisso com a democracia, que se expressa em mecanismos institucionais democráticos, como a exigência estatutária de eleições diretas para todos os cargos de direção, na gestão democrática, no aprofundamento cotidiano da prática participativa e através de todas as relações estabelecidas pela Instituição com a sociedade.

– Compromisso com a comunidade e realidade regional, que se traduz em um perfil institucional definido a partir das características do modelo comunitário de universidade e das demandas e necessidades da região, em políticas institucionais de ensino, pesquisa e extensão, bem como na participação do poder público e da sociedade civil organizada nos órgãos colegiados da Universidade.

– Compromisso com a responsabilidade social e ambiental, que se expressa por meio dos currículos e de ações que contribuam para a melhoria da qualidade de vida do ser humano, realizadas coerentemente em relação aos objetivos e valores institucionais, com respeito, diálogo e transparência para com a sociedade.

– Compromisso com os direitos humanos, baseado nos princípios da dignidade humana, da igualdade de direitos, do reconhecimento e da valorização das diferenças e das diversidades, da laicidade do Estado, da democracia na educação, da transversalidade, vivência e globalidade, e da sustentabilidade socioambiental.


Estrutura administrativa

A estrutura administrativa da Universidade é constituída por duas instâncias:

Administração Superior: formada por três órgãos deliberativos (Conselho Universitário, Conselho de Graduação e Conselho de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Relações Comunitárias) e por um órgão executivo, a Reitoria.

Administração Básica: composta por órgãos deliberativos: os Colegiados de Departamento; e por órgãos executivos: as Chefias de Departamento.


Pró-Reitorias

A Unisc é composta por cinco pró-reitorias, responsáveis por diversas atividades que contribuem para o funcionamento e para o desenvolvimento da Universidade. São elas:

– Pró-Reitoria de Administração (Proad);

– Pró-Reitoria de Extensão e Relações Comunitárias (Proext);

– Pró-Reitoria de Graduação (Prograd);

– Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Proppg);

– Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (Proplan).

 

Participação em Conselhos

Como forma de contribuir com o crescimento das regiões onde atua, a Unisc está presente em variados espaços de participação comunitária e em instâncias de controle social, integrando diversos conselhos e outras entidades externas – comissões, comitês, fóruns, câmaras – em níveis municipal, regional, estadual e nacional. A Universidade, dessa forma, reforça os valores da sua missão e da sua visão, ao colaborar com políticas públicas que defendem os direitos sociais dos cidadãos.


A Unisc participa das seguintes associações:

  • Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (Abruc);
  • Associação Nacional de Entidades Promotoras e de Empreendimentos Inovadores (Anprotec);
  • Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung);
  • Organização Universitária Interamericana (OUI).

A Unisc em números

Alunos da graduação: 10.062

Alunos de pós-graduação lato sensu (presencial e EaD): 2.148

Alunos de pós-graduação stricto sensu: 349

Alunos do Centro de Línguas e Culturas: 729

Alunos do Centro de Extensão em Informática: 134


Educação a Distância (EaD)

Foi no ano de 2008 que a Unisc passou a oferecer cursos de pós-graduação lato sensu e cursos de extensão na modalidade a distância, além de cursos de graduação, estes ofertados a partir de 2014. A modalidade de educação a distância proporciona uma flexibilidade maior de horários de estudo e de desenvolvimento de competências tecnológicas fundamentais para atuação na sociedade atual.

Os estudantes que optam por essa modalidade recebem um acompanhamento pedagógico ágil, uma vez que se busca garantir um ensino de qualidade. Em outras palavras, o estudante não fica sozinho durante sua jornada. A partir da Sala de Aula Virtual, ele pode interagir com seus colegas de curso, professores, tutores e monitores técnicos.

A escolha da Unisc por esse modelo de EaD, centrado no uso de tecnologias que potencializam o diálogo e a interação, tem o objetivo de buscar superar as distâncias e formar, mais do que profissionais competentes em suas áreas de atuação, cidadãos criativos, dinâmicos, com consciência crítica e capazes de estabelecer relações cooperativas nas comunidades onde estão inseridos.

Internacionalização

As ações de internacionalização da Unisc são desenvolvidas com o apoio da Assessoria para Assuntos Internacionais e Interinstitucionais (AAII), que é vinculada à Reitoria e busca articular contatos com universidades de outros países, incentivando seus professores, pesquisadores, alunos e técnicos administrativos à prática da mobilidade acadêmica internacional, através de intercâmbios com instituições parceiras, proporcionando, dessa forma, a formação acadêmica e a oportunidade de qualificarem seu conhecimento acadêmico, científico e intercultural. Além disso, a AAII assessora, coordena e administra atividades de Cooperação Internacional e Interinstitucional por meio do apoio às demandas internacionais da Universidade e da Apesc.

Ao longo do ano de 2016, a AAII atuou na promoção da internacionalização institucional e deu continuidade a atividades reconhecidas na Unisc, como viagens de estudo de idiomas; viagens acadêmicas; visitas técnicas; promoção da mobilidade acadêmica internacional (oferta do Promai); criação de novos Acordos de Cooperação; e demandas de instituições parceiras. Só em 2016, 179 estudantes, 62 docentes e seis técnicos administrativos da Unisc realizaram intercâmbio, enquanto a Universidade recebeu 64 alunos e 25 professores do exterior. As atividades desenvolvidas também priorizaram a projeção da Unisc em nível internacional, por meio da disponibilização das informações em espanhol e em inglês no novo site da Instituição e de material de divulgação bilíngue.

Pós-graduação

Durante o ano de 2016, a pós-graduação lato sensu da Unisc contou com o andamento de 34 cursos de MBA, especialização e aperfeiçoamento, obtendo 2.148 alunos matriculados nas modalidades presencial e EaD. No ano passado, também iniciaram sete novos cursos na modalidade EaD, na área do Direito, em parceria com o Conselho Federal da OAB/Escola Nacional de Advocacia. Em virtude da realização dos cursos de pós-graduação lato sensu em Direito (modalidade EaD), foram concedidas bolsas de estudos para estudantes (intercambistas) integrantes da União dos Advogados de Língua Portuguesa (UALP).

Dos 13 cursos iniciados em 2016, cinco foram em caráter de 1ª edição. São eles:

– Advocacia Criminal – EaD;

– Advocacia Penal Empresarial – EaD;

– Direito Imobiliário, Notarial e Registral – EaD IRIB;

– Gestão de Pessoas – Montenegro;

– Sistemas Estruturais e Construtivos.

Com oito programas de mestrado – Administração, Desenvolvimento Regional, Direito, Educação, Letras, Promoção da Saúde, Sistemas e Processos Industriais e Tecnologia Ambiental – e cinco de doutorado – Desenvolvimento Regional, Direito, Educação, Letras e Tecnologia Ambiental, a pós-graduação stricto sensu contou com 270 mestrandos e 79 doutorandos em 2016.

Reconhecimento externo

  • Junho de 2016 – Troféu Destaques 2015, na categoria Atuação Comunitária, promovido pelo Rotary Club Santa Cruz do Sul – Oeste e pela Gazeta Grupo de Comunicações;
  • Outubro de 2016 – Obtenção, pela 9ª vez consecutiva, do prêmio da revista Você S/A – “As 150 Melhores Empresas para Você Trabalhar”. Anualmente, a revista Você S/A e a Fundação Instituto de Administração (FIA) divulgam o ranking das 150 melhores empresas para se trabalhar no País. O Guia é baseado na maior pesquisa de clima organizacional do Brasil e tornou-se uma referência em práticas de gestão de Recursos Humanos, acompanhando a evolução das empresas brasileiras no investimento em seu principal ativo: os colaboradores. O resultado consolida ainda mais a Universidade no cenário nacional das Instituições de Ensino Superior (IES) e fortalece a sua marca de qualidade, tornando-se a única Universidade do Rio Grande do Sul a constar nessa edição do Guia.
  • Dezembro de 2016 – Certificado de Reconhecimento e Homenagem pelo competente trabalho dedicado às causas do desenvolvimento regional e ao cumprimento das finalidades e dos objetivos do Conselho Regional de Desenvolvimento do Vale do Rio Pardo (Corede/VRP).

Bolsas, financiamentos e descontos

De suma importância para a comunidade acadêmica e regional, a Universidade conta com os Programas Sociais do Governo Federal de bolsa de estudo e de financiamento, o Fies e o ProUni, que ampliam, de forma significativa, o acesso dos estudantes ao Ensino Superior e dos interessados na possibilidade de usufruir, a qualquer momento, desses programas, desde que atendidas as regras estabelecidas pelo governo. Além disso, a Instituição também oferece um financiamento próprio, o Crediunisc, que financia 50% do valor da mensalidade.


Fies

Desde a implantação, em 2010, a Unisc aderiu ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) com valor ilimitado, ou seja, qualquer aluno que desejasse o financiamento poderia solicitá-lo. O Programa foi alterado a partir de 2015/2 com novas regras: os juros de 3,4% aumentaram para 6,5% ao ano; prazo de carência de 18 meses após a conclusão do curso; tempo de restituição de até 3 vezes o tempo de sua utilização; a taxa trimestral de R$ 50,00 aumentou para R$ 250,00. Foi definido um limite de vagas por IES e por região, sendo priorizados os cursos das áreas da saúde, das engenharias e licenciaturas, podendo estudantes das licenciaturas e da Medicina abater o saldo do financiamento em trabalho na rede pública. Para acessar o Fies, o estudante precisa ter feito as provas do ENEM e ter obtido média geral acima de 450 pontos e não zerar a redação. O limite de renda do grupo familiar que antes era de 20 salários mínimos passou para 2,5 salários mínimos no máximo. Em 2016/2, a Universidade foi contemplada com apenas 80 novos contratos, devido às alterações feitas pelo MEC/FNDE nas regras do programa. Ao todo, o financiamento foi utilizado por 4.324 estudantes no 1º semestre e por 3.879, no 2º semestre de 2016.

ProUni

A Universidade aderiu ao ProUni desde a sua implantação, em 2005, possibilitando aos estudantes em situação de vulnerabilidade social o ingresso no ensino superior na Unisc, com bolsas de estudo integrais e parciais. Em 2016, foram beneficiados, com o programa, 1.552 estudantes.

A inserção no ProUni e o acompanhamento dos bolsistas ocorrem da seguinte forma:

  • Entrega dos documentos pelos candidatos;
  • Analise dos documentos e do perfil socioeconômico dos candidatos;
  • Visitas Domiciliares;
  • Acompanhamento Acadêmico;
  • Módulo de Supervisão;
  • Denúncias;
  • Monitoramento dos recursos.

 

Convênios

Programa Parceria Unisc

Por meio de convênios com empresas e prefeituras da região, 105 estudantes no 1º semestre e 94 no 2º semestre, entre funcionários e servidores, foram beneficiados com descontos nas mensalidades e nos serviços e produtos da Universidade, em 2016.

Outros programas de descontos

Fidelização

Oferece descontos de 10% nas mensalidades dos cursos de graduação para alunos egressos da Escola Educar-se e do Cepru. Em 2016, o programa beneficiou 85 estudantes no 1º semestre e 81, no 2º semestre.

Família

Concede descontos de 5% para o segundo integrante, 15% para o terceiro e 30% para o quarto integrante do mesmo grupo familiar. Foram beneficiados, em 2016, 169 alunos no 1º semestre e 154, no 2º semestre.

Experiência

Oferece 10% de desconto para estudantes com 50 anos ou mais.

Segundo Curso Simultâneo

Concede 30% de desconto nas mensalidades do segundo curso para alunos matriculados em dois cursos de graduação simultaneamente.

Programa Pontualidade Premiada (PPP)

Os estudantes que pagam em dia suas mensalidades concorrem mensalmente ao valor de 1/6 dos créditos matriculados. No mês de junho ocorreu um sorteio especial de créditos que contemplou somente os alunos que pagaram todas as mensalidades do semestre até a data do vencimento. Em 2016, foram beneficiados 50 estudantes no 1º semestre e 28 no 2º semestre.

Número de alunos bolsistas ou financiados – % sobre o total de alunos na graduação

2014

11.545
Nº de Alunos Graduação
9.147
Bolsistas / Financiados
79.23%
% sobre o Total

2015

10.881
Nº de Alunos Graduação
8.804
Bolsistas / Financiados
80.91%
% sobre o Total

2016

10.062
Nº de Alunos Graduação
7.552
Bolsistas / Financiados
75.05%
% sobre o Total

 

Crediunisc

Trata-se de um financiamento com recursos próprios da Unisc, ativado e reestruturado para atender à demanda não suprida pelo Fies a partir de 2015/2. O Crediunisc financia 50% do valor da mensalidade e pode ser utilizado pelo prazo regular de duração do curso. O valor financiado deve ser restituído após a conclusão do curso. No ano de 2016, 338 estudantes acessaram o financiamento no 1º semestre e 358, no 2º semestre.

Bolsas de Estudo Unisc

Programa mantido com recursos da Universidade que oferece bolsas integrais e parciais de 50% a alunos com renda bruta familiar por pessoa de até um salário mínimo e meio, para bolsas 100%, e de até três salários mínimos, para bolsas 50%, regularmente matriculados em cursos de graduação. Em 2016, 87 estudantes foram beneficiados por bolsas integrais e 132 por bolsas de estudo parciais de 50%.

Unidade de Saúde Comunitária

O profundo envolvimento da Unisc com a comunidade faz com que a Instituição promova atendimentos prioritários para usuários em situação de vulnerabilidade social e para a população em geral, de acordo com o número de vagas disponíveis, das regiões onde atua, por meio de serviços na área da saúde – Enfermagem, Psicologia, Nutrição, Medicina, Odontologia e Fisioterapia.


Serviço Integrado de Saúde (SIS)

O Serviço Integrado de Saúde (SIS) é um serviço da Universidade que atende à comunidade de Santa Cruz do Sul e região, prestando atendimentos sustentados nos valores de um Serviço–Escola que coloca o sujeito no centro da atenção. Suas principais atribuições são: desenvolver projetos interdisciplinares; constituir campos de estágios de Enfermagem, de Psicologia, de Medicina e de Nutrição, bem como fomentar trabalhos multi, inter e transdisciplinares em saúde; prestar serviços à comunidade acadêmica e à comunidade em geral de Santa Cruz do Sul e da região; e realizar atividades de pesquisa e de extensão. No SIS são oferecidos os seguintes serviços:

Serviços de Enfermagem

Os serviços de Enfermagem oferecem à comunidade diversos procedimentos ambulatoriais, como consultas, verificação de pressão, teste de glicose, nebulização, aplicação de medicação, coleta citopatológica e do teste do pezinho, curativos, retiradas de pontos, imobilizações e exame de mama, entre outros. Além disso, a equipe de Enfermagem também presta orientações, faz encaminhamentos e realiza visitas domiciliares. Em 2016 foram realizados 16.080 atendimentos.

Serviços de Psicologia

Os serviços da área da Psicologia auxiliam na promoção da saúde, na prevenção e no tratamento de doenças, além de permitir que os pacientes possam trabalhar as dificuldades do dia a dia, seja de forma individual ou em grupos sociais. Foram promovidos atendimentos psicoterápicos individuais para crianças, adolescentes e adultos, assim como grupos de acolhimento e de atendimento para casais e famílias, entre outros. Pela Psicologia, foram realizados 7.012 atendimentos em 2016.

Serviços de Nutrição

As atividades de Nutrição têm o objetivo de estimular o indivíduo a refletir sobre seu estilo de vida cotidiano, caracterizando-se como um instrumento de educação em saúde sob uma perspectiva de promoção, prevenção e controle. O serviço oferece diversas atividades, como avaliação nutricional, física e antropométrica; atendimento ambulatorial individual; oficinas de alimentação saudável para diabéticos e hipertensos, voltadas à população em geral; atendimento a crianças, adultos, atletas, praticantes de atividade física e idosos; e visitas domiciliares, entre outras. Foram realizados, em 2016, 3.085 atendimentos.

Serviços de Medicina

As atividades de Medicina da Unisc propiciam um amplo cuidado nos serviços prestados à comunidade, com ações de tratamento e de prevenção. Desse modo, disponibiliza coleta citopatológica e consultas pediátricas, endócrinas, de puericultura, geriátricas e clínicas, além da realização de visitas domiciliares e atendimento interdisciplinar com a área da Enfermagem (saúde coletiva e família). Durante o ano de 2016, os serviços somaram 1.482 atendimentos.

Além dos serviços realizados pelas áreas já mencionadas, o SIS oferece à comunidade de Santa Cruz do Sul e da região ações coletivas que buscam a socialização, a integração, o apoio psíquico, as trocas de experiências e de saberes, a construção de projetos em grupo, entre outros. Essas atividades estão divididas em 17 grupos:

  • Promoção de modos de vida saudáveis nas Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DANTs) e Obesidade: da infância ao envelhecimento humano;
  • Ambulatório – Investigação de paternidade;
  • Grupos de acolhimento;
  • Grupo de adolescentes;
  • Grupo de adolescentes com dificuldade de interação social;
  • Grupo de apoio ao familiar cuidador;
  • Grupo de apoio aos pais de crianças com TDAH;
  • Grupo de crianças;
  • Grupo de gestantes;
  • Grupo de pré-adolescentes;
  • Grupo de psicoterapia (Grupo terapêutico para adultos);
  • Grupo do cuidador – Equipe do SIS;
  • Grupo entre elas;
  • Grupo entre mulheres;
  • Grupo medida certa;
  • Grupo puericultura; e
  • Grupo uma vida a dois.

Serviços de Odontologia

A Clínica de Odontologia da Unisc presta atendimentos à comunidade nas áreas de dentística, endodontia, periodontia, cirurgia, prótese, radiologia, odontopediatria e ortodontia (preventiva para crianças). Essa prestação de serviços ocorre na infraestrutura que o curso de Odontologia tem à sua disposição, ou seja, as clínicas odontológicas I e II, o centro cirúrgico, o laboratório de radiologia, o consultório individual e a sala de urgência e triagem.

O curso está organizado para oferecer uma formação integral ao acadêmico, articulando ensino, pesquisa e extensão. Dessa forma, é possibilitada aos estudantes a atuação em diferentes projetos desenvolvidos pelos docentes. O curso de Odontologia também participa do Programa de Residência Multiprofissional e oferece cursos de extensão em áreas específicas, como Cirurgia Periodontal e Cirurgia Dentoalveolar.

Durante o ano de 2016, foram realizados 19.779 atendimentos. Também ocorreram atendimentos extramuros, isto é, o curso atuou em outras duas unidades de saúde fora da Universidade: no Pró-Saúde Hospitalzinho e na Unidade Básica de Saúde Arroio Grande, realizando 984 atendimentos.

Serviços de Fisioterapia

A Clínica de Fisioterapia da Unisc (Fisiounisc) atende a comunidade local e regional, realizando triagens, avaliações e atendimentos fisioterapêuticos em solo e na hidroterapia, além de prestar serviço de pronto atendimento para lesões súbitas e atendimentos complementares para pacientes de Santa Cruz do Sul e de outros nove municípios da região. Nos atendimentos são utilizados recursos de eletrotermofototerapia, cinesioterapia, hidroterapia, massoterapia, entre outras técnicas fisioterapêuticas, com o objetivo de restabelecer as condições físico-funcionais dos pacientes.

A duração do tratamento fisioterapêutico varia conforme a necessidade apresentada pela patologia ou pelo distúrbio físico-funcional do paciente. Já a alta fisioterapêutica é definida pelo estagiário em consenso com o orientador fisioterapeuta.

Em 2016, o número de atendimentos foi de 11.124. Dentre as atividades realizadas estiveram os atendimentos fisioterapêuticos aos pacientes, sendo alguns de emergência; os atendimentos aos pacientes encaminhados pelo Hospital Santa Cruz (HSC); os atendimentos nos bairros de Santa Cruz do Sul; as oficinas de saúde na hidroterapia; as intervenções terapêuticas nas disfunções da coluna vertebral; as práticas de disciplinas do curso de Fisioterapia; o Serviço de Reabilitação Física; a execução de projetos, entre outras.

 

Unidade de Assistência Social

Ações sociais e socioassistenciais desenvolvidas pelas mantidas da Apesc

A Apesc desenvolve, por meio de suas mantidas, projetos, programas e serviços socioassistenciais, de acordo com a política de assistência social, e projetos sociais articulados que perpassam as políticas sociais transversais. As atividades, a serem descritas, beneficiam usuários em situação de vulnerabilidade social e risco pessoal, não somente do município-sede, mas de toda a região de abrangência da Instituição.


Gabinete de Assistência Judiciária (GAJ)

O GAJ visa proporcionar à população em situação de vulnerabilidade social o acesso à justiça, como forma de reivindicar e proteger direitos. São elaboradas peças processuais e é realizado o acompanhamento de processos e audiências, oferecendo aporte emocional aos assistidos, desenvolvendo atividades de mediação das famílias na solução de conflitos. Os atendimentos abrangem os municípios das comarcas de Santa Cruz do Sul, Venâncio Aires, Rio Pardo, Capão da Canoa e Sobradinho. Foram realizados, em 2016, 4.910 atendimentos, além da conquista de 1.079 clientes novos em todos os GAJs e do ajuizamento de 207 novas ações no Gabinete de Santa Cruz do Sul.

Programa Unisc-Escola

O Programa Unisc-Escola busca formas de aproximar as escolas da realidade atual, possibilitando que alunos e professores usufruam das ações e das atividades desenvolvidas na Universidade, voltadas ao conhecimento e à troca de experiências. Seu principal objetivo é aprofundar vínculos com as escolas de Educação Básica e ativar alternativas integradoras para qualificar o desempenho de alunos e professores. Além disso, visa colocar em prática o compromisso social da Unisc com a educação, por meio de atividades que busquem a construção do conhecimento e a cidadania, através da Extensão Universitária.

Entre as diversas ações e atividades promovidas pelo Programa, destacam-se oficinas, palestras, projetos de extensão e eventos voltados à comunidade escolar, com temas nas diversas áreas do conhecimento, organizados em parceira com cursos, departamentos e setores da Universidade. Dessas ações, realizadas durante o ano de 2016, evidenciam-se o Dia do Raciocínio, o Palco do Saber; o projeto Rumos para a Educação Superior e Integração ao Mercado de Trabalho, e os projetos-piloto Mestre Cuca e Plantando o Futuro, beneficiando 1.860 estudantes.

O profundo envolvimento da Unisc com as comunidades onde atua também é marcado por ações sociais, pesquisas, cursos, projetos e eventos que envolvem tanto o público interno da Universidade, quanto o externo, promovidos por seis núcleos distintos:

  • Núcleo de Ação Comunitária (NAC);
  • Núcleo de Saúde Coletiva (NSC);
  • Núcleo de Educação Básica (NEB);
  • Núcleo de Socialização de Ciência e Tecnologia (NSCT);
  • Núcleo de Gestão Pública (NGP);
  • Núcleo de Arte e Cultura (Nuac).

 

Núcleo de Ação Comunitária (NAC)

O Núcleo de Ação Comunitária (NAC), vinculado à Pró-Reitoria de Extensão e Relações Comunitárias (Proext), abriga, apoia e desenvolve diversas atividades de extensão e de relações comunitárias, incluindo programas, projetos, campanhas e outras iniciativas, sempre voltados à interação da Universidade com a comunidade, especialmente com segmentos da população em situação de vulnerabilidade social.

Em 2016, destaca-se a realização por parte do NAC, em conjunto com outros setores da Unisc, de mais uma edição do Programa Inserção Comunitária, que coloca acadêmicos de todos os cursos em atividades junto a entidades das áreas da saúde, da educação e da assistência social, que atendem a população de bairros da periferia nas cidades de Santa Cruz do Sul, de Venâncio Aires, de Vera Cruz e de Rio Pardo. Destaca-se, também, a conclusão da segunda edição do Projeto de Vivência de Imersão Comunitária (Vicom), ocorrido no interior do município de Montenegro (RS), onde, após preparações e visitas precursoras ao longo do segundo semestre, uma equipe da Universidade permaneceu por 10 dias ininterruptos, no mês de dezembro, desenvolvendo atividades de integração coletiva e estímulo para o desenvolvimento social da comunidade.

Núcleo de Saúde Coletiva (NSC)

Criado em 2010, o Núcleo de Saúde Coletiva (NSC) está vinculado à Pró-Reitoria de Extensão e Relações Comunitárias (Proext) e destina-se a acolher professores, estudantes, comunidade acadêmica e colaboradores que têm vínculo com a extensão universitária por meio de projetos continuados, circunstanciais e de financiamento externo. Este último através de editais, sobretudo os do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação, executando atualmente o projeto PET GraduaSUS, o qual iniciou em maio de 2016. O NSC ainda presta auxílio aos programas anteriores, em especial o Pró-Saúde Redes de Atenção, que obteve verbas ministeriais para a efetivação de ações e compras dos mais diferentes equipamentos e materiais.

Núcleo de Socialização de Ciência e Tecnologia (NSCT)

O Núcleo de Socialização de Ciência e Tecnologia (NSCT) está localizado na sala 1307, no bloco 13 da Unisc. Vinculado à Pró-Reitoria de Extensão e Relações Comunitárias (Proext), promove ações de cunho comunitário, abrangente e humanitário, atingindo estudantes, professores e comunidade em geral. Durante o ano de 2016, o NSCT realizou atividades de pesquisa e de extensão, como o Dia do Raciocínio, as Olimpíadas de Química do RS, a 11ª Feira do Aprendizado e o projeto Unisc – Inclusão Digital. Todas as atividades desenvolvidas foram ao encontro da comunidade regional, abrangendo várias cidades e atingindo estudantes, professores e alguns segmentos da sociedade. No total, as ações do NSCT obtiveram um público-alvo de 3.667 pessoas, em 2016.

Núcleo de Gestão Pública (NGP)

O Núcleo de Gestão Pública (NGP) está vinculado à Pró-Reitoria de Extensão e Relações Comunitárias (Proext) e tem por objetivo assessorar e desenvolver projetos em parceria com órgãos públicos e privados e atender a demandas da comunidade local e regional. Com a proposta de atuação metodológica, está voltado à construção conjunta do conhecimento, através da articulação do ensino, da pesquisa e da extensão, aplicando técnicas e ferramentas para a compreensão de processos sistêmicos e auxílio na tomada de decisões.

Áreas de atuação:

  • Gestão e Políticas Públicas;
  • Planejamento Urbano e Ambiental;
  • Direito Urbano e Ambiental;
  • Geoprocessamento;
  • Meio Ambiente; e
  • Desastres Naturais.

Projetos de extensão

– Informática para pessoas com deficiência visual – Unisc Montenegro: proporciona conhecimentos acerca do uso de um software leitor de tela gratuito e, a partir dele, os principais recursos do sistema operacional Windows e da internet para o acesso à informação e à comunicação pelas pessoas com deficiência visual total ou residual. O projeto ocorre na cidade de Montenegro.

– Vivência de Imersão Comunitária (Vicom) – Montenegro: Em 2016 ocorreu a 2ª edição do projeto Vivência de Imersão Comunitária (Vicom) em uma comunidade do município de Montenegro (RS), consolidando o compromisso da Unisc com processos ensino-aprendizagem significativos, cuja técnica e ética vinculam-se à formação para a cidadania e para o desenvolvimento das comunidades de sua abrangência, por meio de ações colaborativas e compartilhadas.

– Capacitação e assessoria para a organização do trabalho dos catadores de resíduos sólidos no município de Capão da Canoa/RS: Visa qualificar tecnicamente os catadores de resíduos sólidos vinculados à associação e/ou à cooperativa na gestão e no uso adequado de técnicas operacionais, visando à promoção da valorização dos resíduos sólidos urbanos que apresentam potencial de reciclabilidade. O trabalho busca a gestão e a organização que envolve o trabalho dos catadores de resíduos sólidos e a contribuição para a melhoria das condições de vida e renda.

– Fiscal Aprendiz: instituindo a educação fiscal nas escolas da rede pública municipal de Xangri-lá/RS – 2ª edição: objetiva instituir e dar sustentabilidade, em parceria com o município de Xangri-lá, ao Programa de Educação Fiscal, buscando sensibilizar alunos do Ensino Fundamental sobre função social e econômica dos tributos e o funcionamento da administração pública, através de atividades de educação fiscal em escolas públicas municipais.

– Libras e Saúde: introduz a Língua Brasileira de Sinais (Libras), através de estudos e práticas, na área da saúde, da comunicação visual de conteúdos, vocabulário, histórico das Libras, estimulando o reconhecimento e o uso da língua entre os profissionais da saúde do Hospital Santa Cruz (HSC).

Na área da extensão, a Unisc integra o Fórum Nacional de Extensão e Ação Comunitária das Universidades e IES Comunitárias (ForExt).


Atividades desenvolvidas no Esporte

A Unisc vê no esporte uma grande oportunidade de proporcionar aos cidadãos a prática de hábitos saudáveis e a disciplina. Além de serem significativos, os números do esporte na Universidade mostram a importância que essa técnica possui enquanto força educacional e formadora de cidadania, além da qualidade do trabalho especializado desenvolvido pela Instituição em diferentes modalidades esportivas.

Projetos Cidade Beneficiados
Ação por uma cidadania melhor Santa Cruz do Sul 35
Ação Esportiva Venâncio Aires 80
Associação de Judô Santa Cruz (Ajusc) Santa Cruz do Sul/Rio Pardinho 1.200
Associação Medalha de Ouro (AMO) Santa Cruz do Sul 10
Cestinha Diversas 1.000
Eu Jogo Junto Santa Cruz do Sul e Vale do Sol 200
Faxinal Santa Cruz do Sul 40
Flamengo Santa Cruz do Sul e Vera Cruz 60
Jogada Certa Venâncio Aires 65
Futsal Assoeva Venâncio Aires 400
Futsal Sobradinho Sobradinho
Futsal Santa Cruz do Sul Santa Cruz do Sul
New Boys Santa Cruz do Sul 70
ONG Cidadã Venâncio Aires 60
Projeto Craque Rio Pardo 125
Projeto Futuro Santa Cruz do Sul 80
Santa Ciclismo Santa Cruz do Sul 280
Skate é Vida Santa Cruz do Sul 20
Skate no Abrigo Santa Cruz do Sul 5
Xadrez HSC Santa Cruz do Sul 30
TOTAL   3.760

Projeto Ajusc

Com 15 anos de existência, a Associação de Judô Santa Cruz (Ajusc) está vinculada à Federação Gaúcha de Judô (FGJ), apoiada pela Unisc há 12 anos e parceira do Tênis Clube Santa Cruz. Durante a sua trajetória, a Ajusc foi classificada como uma das cinco melhores equipes do Estado, e pelo terceiro ano consecutivo manteve a liderança no Campeonato do Interior.

Na área social, em conjunto com a Unisc e com o Avança Judô/CBJ, a Ajusc desenvolve um trabalho direcionado a crianças e a adolescentes, promovendo aulas de judô para cerca de 1.200 judocas em diferentes polos de ensino em Santa Cruz do Sul e também em Rio Pardinho.

Projeto Skate é Vida

Em andamento há oito anos, o projeto Skate é Vida surgiu da parceria entre a Unisc e o Município de Santa Cruz do Sul, abrangendo bairros como Bom Jesus, Harmonia, Margarida Aurora e Menino Deus. Atende voluntariamente a Escola Municipal de Ensino Fundamental Frederico Assmann, localizada no bairro Belvedere, em Santa Cruz do Sul. As aulas de skate ocorrem semanalmente no ginásio do educandário e são abertas à comunidade em geral. Por meio da sua realização, o projeto proporciona aos participantes sentimentos e mudanças não só de ambiente, mas também de mentalidade, gerando valores que ultrapassam o espaço escolar e são levados para a vida, como o respeito e a solidariedade.

Atividades desenvolvidas na Cultura

Em 2016, dezenas de eventos foram realizados, reunindo um público de 13.047 pessoas. Houve concertos, saraus e apresentações da Orquestra, do Coro e da Escola de Música da Unisc, entre outras atrações.


Orquestra da Unisc

A Orquestra da Unisc visa disseminar a importância da cultura como patrimônio humano e social, diversificar a formação cultural no meio em que atua e reafirmar o compromisso da Unisc enquanto universidade comunitária. Em 2016, a Orquestra continuou a sua missão de difundir a música de câmara no Rio Grande do Sul e estreou os concertos Série Igrejas, que foram apresentados em Santa Cruz do Sul, em Venâncio Aires e em Montenegro. Houve, também, concertos com solistas integrantes da Orquestra. Os ensaios ocorreram de forma semanal, às quartas-feiras.

Coro da Unisc

Iniciado em abril de 2014, o Coro da Unisc tem como principal objetivo envolver a comunidade, em especial a acadêmica, através da prática de canto em conjunto, além de contribuir para o desenvolvimento cultural da região. Durante o ano de 2016, realizou ensaios semanais de março a dezembro e promoveu diversas apresentações, algumas acompanhadas pela Orquestra da Unisc. O Coro também se apresentou nos hospitais de Santa Cruz do Sul e no asilo municipal.

Escola de Música

Em 2016, a Escola de Música da Unisc contou com a participação de diversos alunos, tanto da comunidade como da própria Universidade. Foi criada a Camerata da Escola de Música, que é a Orquestra composta pelos alunos, e também uma banda de pop/rock formada por outros integrantes. Ainda no ano passado tiveram início as aulas de percussão e de trompete.

Espaço Aberto

O projeto Espaço Aberto já é desenvolvido há muitos anos na Unisc. Consiste em apresentações de músicos locais, sejam alunos ou não, quinzenalmente às quartas-feiras, ao meio-dia, no Centro de Convivência da Universidade.

Palco Unisc

O projeto Palco Unisc teve início em abril de 2016, em parceria com o Dandô – Circuito de Música Décio Marques, oportunizando que artistas de vários estados do País se apresentassem na Universidade, sempre dividindo o palco com artistas santa-cruzenses. No ano de 2016 houve, ainda, a presença de artistas portugueses, que trouxeram a sua arte. Esse projeto tem o mérito de permitir que Santa Cruz do Sul e a região tenham acesso a diferentes culturas do País e do mundo.

Dentre as atividades desenvolvidas na cultura, destaca-se o Show de Volta às Aulas, realizado anualmente no primeiro semestre para marcar o início do ano letivo na Unisc. O evento reúne na Universidade cerca de 8 mil pessoas, entre comunidade acadêmica e comunidade em geral. Em 2016, o público presente prestigiou o show do Dj André Sarate.

Tecnologia


TecnoUnisc

O Parque Científico e Tecnológico da Unisc (TecnoUnisc) é um ambiente de produção e de gerenciamento de tecnologias voltadas às suas áreas de atuação, sendo um local favorável ao desenvolvimento de empresas de base tecnológica, empreendedoras e de inovação. Visa desenvolver ações que promovam a interação e a sinergia entre atividades de pesquisa e de desenvolvimento, que gerem produtos, processos e serviços inovadores. Isso se dá por meio de um fluxo contínuo de transferência de conhecimento e de tecnologia entre Universidade, empresas, estado e sociedade.

A modalidade de gestão do TecnoUnisc segue a diretriz de uma ação compartilhada, que conta com o envolvimento dos parceiros sociais na tomada de decisões estratégicas. O Conselho Gestor, constituído por um conjunto de atores e organizações locais e regionais, tem um importante papel no desenvolvimento econômico, social e tecnológico da região de abrangência do Parque.

Em 2016, o TecnoUnisc contou com três empresas hospedadas e oito empresas associadas externas; promoveu 17 cursos de extensão, totalizando 454 participantes; inaugurou, no mês de setembro, com recursos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul e da Universidade, o Bloco 19, que abriga o Centro de Inovação e Difusão Tecnológica; e disponibilizou a infraestrutura de laboratórios do parque para a produção científica (pesquisa) de alunos da graduação e de cursos de pós-graduação stricto sensu.

Áreas de atuação:

  • Biotecnologia;
  • Oleoquímica;
  • Tecnologia Ambiental;
  • Tecnologia da Informação e Comunicação; e
  • Tecnologia em Sistemas e Processos Industriais.

Incubadora Tecnológica da Unisc (Itunisc)

A Incubadora Tecnológica da Unisc (Itunisc) está voltada à criação de novos negócios e apoia o empreendedor através da oferta de espaço físico, treinamento, consultorias especializadas, orientação empresarial e suporte na elaboração de projetos para a busca de recursos não reembolsáveis junto a órgãos de fomento. A Itunisc oferece, ainda, três formas de incubação: interna, externa e pré-incubação.

Entre os benefícios para as empresas, destacam-se:

  • Apoio à participação em eventos e treinamentos;
  • Orientação na elaboração do Plano de Negócios;
  • Apoio na intermediação de contatos;
  • Orientação empresarial;
  • Acesso a informações mercadológicas;
  • Apoio na busca de informações tecnológicas; e
  • Orientação na elaboração de projetos para obtenção de recursos financeiros não reembolsáveis.

A Itunisc contou, no ano de 2016, com a pré-incubação de nove projetos; obteve um projeto com recurso externo aprovado; e promoveu a capacitação de 355 empreendedores. Além disso, houve interação com os seguintes cursos de graduação, por meio de palestras e de visitas técnicas: Administração, Ciências Contábeis, Engenharia de Produção, Ciência da Computação, Gastronomia, Secretariado Executivo e Sistemas para Internet.

Polo de Modernização Tecnológica (PMT)

O Polo de Modernização Tecnológica do Vale do Rio Pardo (PMT/VRP), criado em 1993, é vinculado ao Conselho Regional de Desenvolvimento do Vale do Rio Pardo (Corede/VRP) e integra o Programa de Apoio aos Polos de Inovação Tecnológica do Estado, através de programa da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado do Rio Grande do Sul. Atua nas áreas de Alimentos, Meio Ambiente, Materiais, Tecnologia da Informação, Biotecnologia e Saúde. Fazem parte das atividades do setor a proposição para o desenvolvimento de projetos científicos e tecnológicos e a assessoria e consultoria nas suas áreas prioritárias de atuação. Ainda realiza, por meio de seus projetos de pesquisa, encontros com a comunidade, promovendo a transferência de tecnologias apropriadas ao público regional.

Em 2016, o PMT/VRP realizou a divulgação de 24 oportunidades de financiamento e o acompanhamento de 20 projetos, entre pesquisa e extensão.

Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (NITT)

O Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (NITT/Unisc), criado em dezembro de 2006, iniciou suas atividades em 2007, vinculado à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Proppg). Possui como atividade principal a gestão dos ativos de propriedade intelectual gerados na Unisc e o estímulo à criação de novas tecnologias. Dentre as ações realizadas, em 2016, destacam-se as capacitações oferecidas, cujo objetivo foi disseminar os temas relacionados à sua área de atuação. As atividades foram oferecidas de forma gratuita e atingiram, até o ano de 2016, o total de 5.021 participações.

No que se refere aos registros de propriedade intelectual encaminhados, destaca-se o encaminhamento dos pedidos de patentes intitulados Dispositivo de contenção para articulação do punho, de autoria de Cássio Denis de Oliveira e Eliezer Henker; Dispositivo eletrônico de segurança para instalação em motocicletas ou bicicletas, de autoria de Adriano José Bombardieri, Leonel Pablo Tedesco e Jorge André Ribas Moraes; e Patins movidos à propulsão mecânica, de autoria de Daniel Augusto Hoppe e Daniel Augusto Neumann.

Em 2016, o NITT completou 10 anos de criação, oportunizando uma aproximação ainda mais expressiva junto à comunidade acadêmica e local, buscando sempre auxiliar nos encaminhamentos relativos à propriedade intelectual, à inovação e à transferência de tecnologia.

Escritório de Projetos

O Escritório de Projetos da Unisc está em atividade desde o dia 1º de agosto de 2016 e é decorrente da junção do Núcleo de Assessoramento a Projetos (Nuap), do Polo de Modernização Tecnológica (PMT) e do setor de Prestação de Contas de Projetos. Foi pensado para centralizar o encaminhamento, o acompanhamento e a prestação de contas dos projetos institucionais de ensino, de pesquisa e de extensão com recursos externos, desenvolvidos por docentes e/ou por técnicos administrativos da Unisc.

O Escritório atua como agente facilitador na relação entre os pesquisadores e as entidades públicas e privadas. É setor de referência para o apoio ao desenvolvimento de projetos, tanto para a comunidade interna, quanto para a comunidade em geral, qualificando o atendimento aos pesquisadores, aos extensionistas e aos financiadores. A partir de sua criação, o Escritório de Projetos divulgou 21 oportunidades de financiamentos, encaminhou em torno de 26 projetos aos órgãos de fomento e realizou o acompanhamento desses projetos e dos advindos do Nuap e do PMT.

Projetos de pesquisa

– Desenvolvimento de métodos de diagnóstico e de alternativas terapêuticas para câncer e infecções oportunistas

O câncer representa um grupo de mais de 100 doenças que apresentam em comum o crescimento celular descontrolado como resultado de modificações na informação genética das células, sendo considerado como a doença mais prevalente do século. Assim, torna-se nítida a necessidade de novos estudos, no sentido de identificar maneiras de retardar a progressão do câncer, melhorar a eficácia dos tratamentos e prolongar a vida do paciente. Em relação à resposta terapêutica aos medicamentos utilizados no tratamento do câncer, há preocupação com suas reações adversas e, principalmente, com infecções oportunistas causadas por micro-organismos altamente infectantes (vírus, bactérias, fungos e parasitas). O objetivo deste projeto é desenvolver produtos com potencial adjuvante para o tratamento paliativo do câncer, métodos moleculares para diagnóstico de doenças infecciosas e parasitárias para posterior transferência da tecnologia para empresas do setor de medicamentos, alimentos ou de cosméticos. A pesquisa envolveu um acadêmico do curso de Farmácia e sete docentes.

– Sistemas Algas/Alagados Construídos (SACs) integrados com Processos Oxidativos Avançados (POAs) como alternativa de remediação mais limpa para águas residuárias

A tendência mais adequada para o tratamento de águas residuárias (esgotos) aponta para ações de reúso, recuperação de energia e de nutrientes, especialmente com sistemas descentralizados e de baixos custos operacionais e de implantação. Já a concepção do saneamento Mais Limpo (PML) aplica a definição de tratamento que opere sem ser intensivo em energia e insumos. O projeto tem como objetivo desenvolver processos oxidativos avançados integrados com sistemas Algas/Alagados Construídos, visando remediar de forma mais limpa águas residuárias, especialmente as domiciliares. As perspectivas preveem o desenvolvimento de potencialidades de reúso das águas tratadas, recuperação de energia, nutrientes e impactos positivos para atenuar as pressões ambientais (IPA). A pesquisa envolveu três estudantes (dois do curso de Ciências Biológicas e um do curso de Química Industrial) e três docentes.

– Desenvolvimento de novos produtos oleoquímicos no Centro de Excelência em Produtos e Processos Oleoquímicos e Biotecnológicos do TecnoUnisc visando incentivar a cadeia produtiva de óleos vegetais da região do Vale do Rio Pardo, RS

Os objetivos deste projeto são: estimular a cadeia produtiva local para a obtenção de óleos vegetais que possam ser utilizados como matérias-primas na indústria química, de cosméticos e/ou de fitoterápicos, agregando maior valor econômico e servindo como fonte de renda alternativa aos agricultores da região; realizar pesquisas e novos produtos na área de óleos fixos e voláteis de plantas medicinais da região no Centro de Excelência em Produtos e Processos Oleoquímicos e Biotecnológicos do TecnoUnisc; selecionar plantas que sejam viáveis economicamente, compatíveis com o clima, a topologia e o solo da região para serem transformadas em bioprodutos de alto valor agregado; obter os óleos fixos e voláteis das plantas e transformá-los em bioprodutos de alto valor agregado; transferir a tecnologia desenvolvida a empresas inovadoras, com potencial para colocação no mercado; promover e incentivar o uso e o manejo correto sustentável das plantas disponíveis na região, bem como estimular a preservação ambiental; e capacitar a comunidade regional, incentivando a difusão do conhecimento na área agrícola e fitofarmacêutica. O projeto envolveu 11 alunos (oito do curso de Farmácia e três do curso de Estética e Cosmética) e cinco docentes, além de beneficiar 190 agricultores associados à Coopersanta e dois empresários, com a transferência de tecnologia.

– Grupo de Ações e Investigações Autopoiéticas: na ponta dos dedos, o iPad como instrumento complexo de cognição/subjetivação

O projeto se propôs a investigar as implicações do uso do iPad em crianças autistas para entender como as tecnologias touch podem potencializar a construção do conhecimento/construção de subjetividade nesses sujeitos. Isso gerou contribuições para o desenvolvimento de novas possibilidades de acoplamentos, para a construção de formas mais efetivas de aprendizagem e, ao mesmo tempo, procurou fazer uma ponte entre os estudos da neurociência e a educação, no sentido de compreender como funcionam os processos cognitivos do ser humano, podendo, assim, ajudar as crianças diagnosticadas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Os resultados levaram a outro patamar de complexidade epistemológica em relação ao que foi aprendido com as observações das crianças durante os jogos no iPad: as questões de autossuperação são muito significativas em termos cognitivo-afetivos. A pesquisa envolveu oito acadêmicos (três do curso de Psicologia; uma de Serviço Social; uma de Ciência da Computação; e três do Mestrado em Educação) e três docentes, beneficiando 12 crianças e suas famílias.

– O uso e a apropriação de tecnologias de inovação e de comunicação (TICs) pela agricultura familiar no Vale do Caí

O projeto tem como objetivo analisar as possibilidades de introdução de tecnologias de informação e de comunicação (TICs) para a agricultura familiar no Vale do Caí, visando ao desenvolvimento rural e regional. Na execução do projeto estão sendo verificados o perfil socioeconômico e o uso de Tecnologias de Inovação e Comunicação das famílias de agricultura familiar. Também se pretende estudar a apropriação de tecnologias de gestão pela agricultura familiar e desenvolver, de forma coletiva, planilhas de controle e de gestão da propriedade rural para os agricultores. Em suma, o projeto está relacionado ao envolvimento da família com a gestão da propriedade e a utilização das TICs, do desenvolvimento de sua capacidade intelectual e da integração da propriedade rural à Universidade. O projeto envolveu seis estudantes (três do Mestrado em Desenvolvimento Regional; dois do curso de Administração da Unisc de Montenegro; e um bolsista pós-doc do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional) e quatro docentes, com previsão de beneficiar em torno de 30 agricultores por meio de oficinas de gestão rural.

Na área da pesquisa, dois professores da Unisc integram o Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs), e a pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação é coordenadora e membro titular do Conselho Fiscal do Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação RS (Foprop).

Meio Ambiente


Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN)

A Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) da Unisc é uma Unidade de Conservação localizada no município de Sinimbu. A propriedade tem, no total, mais de 300 hectares, dos quais 221,39 hectares foram transformados em RPPN, por meio da Portaria nº 16, de 18 de março de 2009, garantindo proteção em caráter perpétuo. A outra parte foi destinada para projetos experimentais e para a construção de uma sede. Porém, na prática, toda a propriedade tem sido tratada como Unidade de Conservação.

Trata-se de uma das maiores RPPNs do Rio Grande do Sul, estando inserida no Bioma Mata Atlântica. Seu relevo é acidentado, com grandes vales e encostas íngremes, cobertas por vegetação em diferentes estágios sucessionais. É margeada pelo Rio Pardinho e, no limite noroeste, encontra-se o Salto do Rio Pardinho, conhecido ponto turístico de Sinimbu.

As RPPNs são importantes por contribuírem para a ampliação das áreas protegidas no país, possibilitando a participação de proprietários particulares no esforço nacional de conservação dos ecossistemas. Manter esses espaços colabora para a proteção da biodiversidade dos biomas brasileiros.

Informações e atualizações sobre a RPPN da Unisc, como registros de ocorrência de espécies, artigos publicados e imagens das paisagens do local, são divulgadas na página www.unisc.br/rppn, no Facebook e no Flickr (RPPN da Unisc).

Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS)

A coleta seletiva de resíduos não se restringe somente à área do campus universitário de Santa Cruz do Sul, mas também a todos os campi da Unisc. No ano de 2016, foram encaminhados, para tratamento e disposição final, cerca de 23,5 toneladas de resíduos perigosos (Classe I), entre sólidos e líquidos. Com relação aos resíduos recicláveis, foram doados para a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Santa Cruz do Sul cerca de 57 toneladas, proporcionando geração de renda e inclusão social dos cooperados e de suas famílias.

Quanto aos rejeitos, foram destinados para aterro sanitário cerca de 1.580 m³. No ano passado também foram recicladas 3,6 mil lâmpadas fluorescentes e descontaminados 63,5 m³ de resíduos da saúde, ambos em empresas capacitadas e licenciadas pelos órgãos ambientais competentes. Os resíduos da construção civil totalizaram 564 m³ e os resíduos eletrônicos somaram mais de 400 peças, destinadas para reciclagem. Além disso, foram adquiridos e instalados diversos conjuntos de lixeiras nos campi da Unisc, devidamente rotuladas conforme padronização existente. A gestão dos resíduos ocorre de forma responsável, com as devidas garantias legais e ambientais. Os esforços estão sempre direcionados na minimização da geração de qualquer tipo de resíduo, contando com o envolvimento de funcionários, alunos e frequentadores da Instituição.

Estação de Tratamento de Efluentes (ETE)

A Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) tem por objetivo minimizar os impactos ambientais causados pelo lançamento de efluentes nos corpos hídricos, através de tratamento adequado, por meio de processos biológicos. Atualmente licenciada junto ao órgão ambiental municipal, também tem por finalidade proporcionar uma área de pesquisa e desenvolvimento de projetos acadêmicos nas instâncias de graduação e de pós-graduação, resultando em novas tecnologias capazes de beneficiar as populações existentes nas áreas urbanas e rurais do País. Em 2016 ocorreu a captação, o tratamento e a distribuição de 46.000 m³ de água potável, tendo sido tratados 41.000 m³ de efluentes.

Revitalização de áreas verdes

Dando continuidade às ações iniciadas em 2012, o ano de 2016 foi destinado à manutenção e à preservação da vegetação plantada, bem como do seu entorno, dando condições de crescimento, etapa fundamental para a formação de áreas verdes. Novas ações envolveram os setores Área Ambiental e Projetos e Obras, vinculados à Coordenação do Campus, com o projeto de revitalização de áreas em diversos locais do campus de Santa Cruz do Sul, destacando o plantio de mudas das espécies Ipê-roxo, Fícus, Ingá, Sibipiruna e Tipuana. Já em parceria com a Escola Educar-se, ocorreu a ação de conscientização ambiental realizada pelos alunos do 4º ano do Ensino Fundamental, que plantaram mudas das espécies Sibipiruna e Ingá, dentro do projeto O Recreio.

Ações ambientais dentro e fora da Unisc

O ano de 2016 foi marcado por inúmeras atividades, com destaque para o projeto Plantando o Futuro, que teve como principal objetivo levar aos estudantes de escolas públicas uma forma de pensar em soluções para questões ambientais, envolvendo mais de 100 alunos e professores da Escola Felippe Jacobs, de Santa Cruz do Sul. Já na cidade de Taquari foram realizadas palestras para 250 estudantes e professores da Escola Pastor Dhoms, visando despertar o interesse pelas questões ambientais. A ação foi realizada pela Área Ambiental em conjunto com o Departamento de Química e Física da Unisc.

Dando continuidade às questões relacionadas à comunidade onde a Universidade está inserida, em 2016 ocorreu a doação de composto orgânico para produção de hortaliças à Associação Comunitária Pró-Amparo do Menor (Copame) e à Associação de Assistência a Pacientes Oncológicos e Transplantados (Aapot). Com esse olhar, a Área Ambiental entende que assuntos de meio ambiente podem estar ligados ao conhecimento, à terapia e a uma alimentação saudável. Também se deu continuidade à avaliação da consciência ambiental dos técnicos administrativos, dos bolsistas e dos docentes da Instituição, por meio da aplicação do mesmo check list, obtendo, dessa forma, a seguinte classificação: 28 setores classificados como ouro, 57 como prata e 15 como bronze.

A Área Ambiental participou como convidada da Expoagro Afubra de 2016, levando o conhecimento sobre compostagem e hortas para os visitantes. Em consonância com campanhas realizadas em âmbito nacional, a Área Ambiental se engajou nas ações de conscientização referentes ao combate do mosquito Aedes aegypti, encaminhando para toda a comunidade acadêmica um e-mail com orientações de medidas a serem tomadas para o combate e o controle desse transmissor de doenças. Em nível regional, ministrou palestras em escolas da região para auxiliar na erradicação do mosquito e na prevenção de doenças, como zica vírus, dengue e chikungunya.

Energia Elétrica

As ações conjuntas entre a Área Elétrica e a Área Ambiental contribuíram para que o consumo de energia elétrica na Universidade fosse, em média, de 4.416.366 kWh, uma redução de 5% comparado ao registrado no ano de 2015. Tais ações envolveram campanhas de conscientização quanto ao uso da energia elétrica, à adoção de condicionadores de ar mais eficientes e à substituição de lâmpadas fluorescentes por lâmpadas com tecnologia LED. Em 2016, a Unisc também aderiu ao Mercado Livre de Energia, passando a comprar energia elétrica diretamente de geradores que utilizam fontes renováveis, como a energia solar e a eólica.

Comitê Pardo

O Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Pardo (Comitê Pardo) é uma entidade colegiada formada por 38 instituições, que representam os usuários da água, a população da bacia hidrográfica e os órgãos do poder público. Sediado no campus da Unisc de Santa Cruz do Sul, o Comitê é vinculado à Pró-Reitoria de Extensão e Relações Comunitárias e ao Núcleo de Gestão Pública (NGP) da Universidade, sendo a Unisc integrante da diretoria do Comitê na gestão 2016-2018.

O intuito do Comitê Pardo consiste em fazer o gerenciamento das águas da bacia de forma descentralizada, integrada e participativa. Os instrumentos de planejamento e de gestão de recursos hídricos previstos na Legislação Estadual de Recursos Hídricos são: Plano de Recursos Hídricos, Enquadramento dos Corpos d´Água, Outorga e Cobrança pelo Uso da Água.

Por meio da Rede de Educação Ambiental do Comitê Pardo (Redenção do Pardo) são realizadas atividades junto à comunidade dos 13 municípios da bacia, referentes à temática de recursos hídricos, como o Abraço às Águas, no Dia Mundial da Água; o Seminário de Educação Ambiental; a Semana Estadual e Interamericana da Água; o Dia do Rio; as visitas às nascentes, entre outras.