A Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), é uma instituição comunitária que atua em prol do desenvolvimento da população e das comunidades onde está inserida.

Um de seus compromissos é viabilizar o ingresso ao ensino superior de qualidade ao maior número possível de pessoas, por meio de políticas de acessibilidade. Dessa forma, 71,62% de seus estudantes, no ano de 2020, eram bolsistas ou possuíam algum tipo de financiamento/crédito estudantil. Além disso, busca promover crescimento tecnológico, proporcionar atendimentos e programas gratuitos à população em diferentes áreas, preservar o meio ambiente e seguir encontrando novas fórmulas de evolução.

Foram muitas as ações que marcaram o ano de 2020. Com a pandemia da Covid-19, a Unisc se tornou um polo de apoio à comunidade, criando, por meio de seus conhecimentos e sua infraestrutura, inúmeras frentes para a redução dos impactos da doença. Em termos institucionais, a Universidade iniciou a reinvenção pedagógica em suas metodologias de ensino, que foram transformadas para melhor atender às demandas de seus acadêmicos – em conformidade com as mudanças do mercado de trabalho e do mundo atual.

Convidamos você a conhecer alguns projetos, programas, iniciativas e ações que foram realizados em 2020!

Produzir, sistematizar e socializar o conhecimento, visando à formação de cidadãos livres, capazes e solidários, contribuindo para o desenvolvimento de uma sociedade sustentável.

Ser uma Universidade comunitária e democrática, reconhecida por relevantes contribuições ao desenvolvimento, capaz de responder de forma criativa e dinâmica às transformações do contexto social.


Canais de

Comunicação


O serviço de Ouvidoria funciona para que qualquer pessoa manifeste suas opiniões sobre os serviços disponibilizados na Universidade. O setor recebe elogios, sugestões e reclamações, os encaminha aos setores competentes de forma anônima e, depois, transmite as respostas aos solicitantes. Em 2020, foram registradas 769 consultas.

Conta com diversas informações institucionais para os públicos interno e externo, além de facilitar a rotina dos acadêmicos através dos portais do aluno. Também possui o portal de notícias, com divulgação das ações da Universidade.

saiba mais

Nestes canais é possível tirar dúvidas, bem como acompanhar as notícias, as fotos, as ações e os eventos realizados na universidade.

A Unisc está entre as 410

melhores Universidades

da América Latina e entre as 15

melhores do estado.

Segundo o levantamento da Quacquarelli Symonds (QS), por meio de um dos mais relevantes rankings na avaliação da qualidade das instituições de Ensino Superior, a Unisc esteve em destaque. A avaliação leva em consideração oito critérios em torno de reputação acadêmica, empregabilidade entre graduandos, relação docente-estudante, professores com doutorado, citações, artigos por professor, rede de pesquisa internacional e impacto na web. A QS é uma empresa britânica especializada em educação e publica anualmente a relação das melhores Universidades do mundo.

Unisc Montenegro recebeu o prêmio Top Ibiá:

Por seu ensino qualificado, a Unisc Montenegro recebeu o prêmio Top Ibiá, concedido pelo Jornal Ibiá. Ao longo dos mais de 10 anos de atividades da Instituição, demonstrou seu comprometimento com o ensino de qualidade.

Missão do
Comung ao
México

Antes da pandemia da Covid-19, uma comitiva do Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung) embarcou para o México, com o objetivo de conhecer os ambientes de inovação para estabelecer a conexão dos ecossistemas de empreendedorismo com as instituições mexicanas.

O grupo foi formado pela reitora da Unisc, Carmen Lúcia de Lima Helfer, que também era a presidente do Comung no ano de 2020; pela Diretora de Inovação e Empreendedorismo da Unisc, Andréia Valim; e por representantes das universidades comunitárias do Rio Grande do Sul, entre reitores e gestores de inovação.


Estudantes da Unisc em 2020

6.719
100%

estudantes da
presencial e Ead

4.812
71,62%

bolsistas ou com
financiamento estudantil

Reinvenção

Pedagógica


Em 2020 a Unisc iniciou a segunda fase do seu processo de Reinvenção Pedagógica, que consiste em uma reformulação em suas metodologias de ensino-aprendizagem, com novas arquiteturas curriculares, novos conteúdos e novas competências. O objetivo é formar profissionais ainda mais preparados para o mercado de trabalho, que está em constante mudança, bem como entregar mais conhecimentos, mais conexão com o desenvolvimento regional e mais preparo para enfrentar as competências da vida.

A primeira etapa do processo, que ocorreu em 2019, esteve centrada no desenvolvimento de arquiteturas curriculares a partir de competências e habilidades, para os cursos de graduação, voltadas às necessidades do mundo contemporâneo. Na segunda fase, o foco foi construir uma conexão maior com a comunidade, bem como com as ações nas áreas de pesquisa, extensão e políticas institucionais.

Colocando o estudante como protagonista da aprendizagem e trabalhando com problemas reais durante as aulas, ele é estimulado a compreender o mercado da sua área. Assim, desenvolve suas aptidões para criar e solucionar com base em seus conhecimentos.

Agora, o ensino na Unisc é dividido em seis conjuntos de módulos: a formação geral; a formação por área (como saúde, ciências humanas, etc); a formação profissional por curso; componentes curriculares eletivos, onde o estudante elege disciplinas que complementem sua formação; e laboratório de empreendedorismo e práticas comunitárias, onde os acadêmicos recebem problemas e demandas que a comunidade regional poderá enfrentar e buscam desenvolver soluções criativas.

Formaturas
de Drive-Thru



Formaturas
de Drive-Thru



Devido à pandemia, observando as orientações do Ministério da Saúde, a Unisc realizou diversas formaturas no formato drive-thru. Esta opção ocorreu para quem aderiu a formaturas do módulo de gabinete ou tinha interesse em buscar seu diploma. A colação de grau ocorreu ao ar livre, em frente ao Auditório Central, de forma escalonada, com intervalos de tempo. O uso de máscara e o distanciamento eram obrigatórios durante a solenidade.

Lançamento
do Setor Unisc
Carreiras

Em agosto de 2020, iniciaram as atividades no Unisc Carreiras. O novo setor passou a substituir o Núcleo de Integração e Fomento das Atividades de Estágio (Nifae). Com as reformulações, foram ampliadas as possibilidades para discentes, egressos e empresas.

Agora é possível que os estudantes construam um plano de carreira que contemple a realização pessoal e profissional, promovendo o protagonismo nas novas e atuais configurações humanas e sociais. Junto a isso, todo o processo de solicitação foi modernizado e automatizado. No setor, os estudantes e egressos (recém-formados até dois anos) podem manter seus currículos atualizados para ter acesso e concorrer a

oportunidades de estágio e vagas efetivas, bem como participar de eventos, oficinas e capacitações voltadas ao desenvolvimento de suas carreiras.

“Com vasta experiência e atenção aos avanços dos modelos de trabalho e das profissões, entendemos a necessidade dos nossos estudantes quanto ao quesito carreira, pois, além de caminharem rumo à formação acadêmica, também precisam da experiência profissional para uma adequada colocação no mercado de trabalho, de acordo com sua área de formação”, salientou a coordenadora do Unisc Carreiras, Joveane Kessler.

Unisc e Corsan
buscam fomentar
a inovação

O convênio entre a Unisc e a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) tem o objetivo de fomentar projetos científicos e tecnológicos que promovam inovação no segmento de saneamento do Rio Grande do Sul. Sendo parte do programa Univer-Tech-Corsan, o compromisso é buscar iniciativas que possam trazer soluções à comunidade. A aproximação também

será importante para o fortalecimento do ecossistema de inovação da região, por meio do desenvolvimento da pesquisa, de novos produtos e projetos. O programa ainda se estende a outras demandas locais, além da questão da água, podendo estimular a criação de um número maior de startups.

Núcleo de Apoio Acadêmico (NAAC)

O Núcleo atende às demandas biopsicossociais e às dificuldades de aprendizagem, promovendo recursos de acessibilidade aos estudantes que apresentam deficiência física, intelectual, sensorial, transtorno global do desenvolvimento, autismo, altas habilidade ou superdotação, e com necessidades educacionais especiais, desde o processo seletivo vestibular até o final de sua trajetória acadêmica.

Por meio de uma equipe multiprofissional, das áreas da Psicologia, Psiquiatria, Neuropsicopedagoga, Psicopedagogia, Intepretação e Tradução de Língua Brasileira de Sinais (Libras) e auxiliares administrativos, o setor busca o acesso, a permanência e a participação dos alunos no ambiente acadêmico, proporcionando acompanhamento individual e/ou em grupo. O Naac também orienta e assessora docentes, coordenadores de curso, diferentes setores da Universidade e comunidade, prestando serviços em momentos específicos.

O Naac disponibiliza diferentes apoios na área da acessibilidade, que incluem: apoio no vestibular;

adaptação de material; assistência na mobilidade; mobiliário adaptado, transcrição e leitura de avaliações; acompanhamento em sala de aula; digitalização de texto em formato acessível; adaptações metodológicas; interpretação e tradução de Libras em aulas e eventos; apoio na indicação de acessibilidade no campus; instruções sobre tecnologias assistivas e orientações aos professores sobre as especificidades e necessidades do estudante.

No período de isolamento social, o NAAC organizou uma nova rotina para atender alunos da graduação, da pós-graduação e dos cursos técnicos, oferecendo atendimentos individuais e em grupos, nas modalidades virtual e remota. Dentre os serviços, se destacaram o atendimento psicológico e psiquiátrico, a mediação entre estudantes e professores, a disponibilização de intérprete de libras, adaptação de material para estudantes com deficiência e o acompanhamento de alunos com necessidades educacionais especiais.

Bate-papos virtuais: além dos atendimentos individuais, o núcleo também tem proporcionado aos estudantes com NEE, que são acompanhados pelo NAAC, um espaço de escuta e acolhimento em grupo, por meio de encontros virtuais pela plataforma Google Meet, com a finalidade de auxiliar os acadêmicos nas suas dificuldades de estudo e emocionais.

Encontros Virtuais: os momentos foram voltados para todos os estudantes e abordaram temáticas sobre ansiedade, saúde mental, organização dos estudos e o ensino remoto, na busca de acolher e dar suporte a quem se encontrasse em situação de sofrimento psíquico.

1.825

atendimentos nas áreas de acessibilidade, psicologia, psiquiatria, neuropsicopedagogia e intervenções em grupo.

367

pessoas beneficiadas: 249 estudantes, sendo 35 com deficiência e/ou necessidades educacionais especiais; 108 professores que receberam orientações; 05 funcionários e 05 pessoas da comunidade.


Primeira aluna surda defende dissertação de mestrado na Unisc: no dia 28 de fevereiro, Karoline Kist defendeu sua dissertação de mestrado, perante uma banca, na Língua Brasileira de Sinais (Libras). A jovem foi a primeira aluna surda a receber o título de Mestre em Educação na Unisc, representando uma grande conquista. Ao longo do momento, uma intérprete da Universidade esteve presente, realizando a tradução.


“Me formei em administração na Unisc, fiz o mestrado para focar mais na docência e o resultado foi tão gratificante que quero cursar o doutorado para realizar o sonho de dar aula em universidades”, Karoline Kist.

Esperanças renovadas


27 anos de compromisso com a educação de qualidade

Em junho, a Unisc completou 27 anos. Como forma de proporcionar esperança no futuro, em tempos tão incertos, a Universidade desenvolveu uma ação para presentear com uma bolsa de estudos o primeiro bebê nascido nessa data, no Hospital Santa Cruz. O futuro acadêmico da Unisc, Arthur Rothmund da Rocha, chegou ao mundo às 02h02min da madrugada do dia 25 de junho, com 50 centímetros e 3,370 quilos. O parto ocorreu de forma natural, no centro obstétrico do HSC, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).


Equipe Baja de Galpão vence o 26º SAE Brasil

Em março, a equipe Baja de Galpão Unisc conquistou o título do 26º Baja SAE Brasil, competição que reuniu 79 participantes de todo o país, no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP). Com o resultado, a equipe da Unisc se tornou a primeira da região sul a obter o título. Além disso, garantiu uma vaga no mundial, em Peoria, no Estado de Illinois, nos Estados Unidos (EUA). A equipe é composta por 11 alunos e professores dos cursos de Engenharia da Unisc e foi desafiada a aplicar os conhecimentos adquiridos em sala de aula. Assim, os universitários envolveram-se com o desenvolvimento de um baja (modelo de carro) desde a concepção, projeto detalhado, até construção e testes. O projeto foi coordenado pelo professor do curso de Engenharia de Produção, Fernando Sansone.

Central Analítica

Referência no Estado, atua na prestação de serviços de análises, para pessoas físicas e jurídicas, nos mais variados segmentos analíticos, através dos seguintes laboratórios e unidades de apoio: Laboratórios de Solos; Laboratório de Fertilizantes e Corretivos; Laboratórios de Tecido Vegetal; Laboratório de Fitopatologia e Nematologia; Laboratório de Espectrometria; Laboratório de Microbiologia; Laboratório de Águas; Serviço de Coletas; e Unidade de Manutenção de Equipamentos.

Internacionalização


Em 2020, com a pandemia da Covid-19, as ações presenciais de internacionalização precisaram ser interrompidas. Então, a Assessoria para Assuntos Internacionais e Interinstitucionais (AAII) atuou na gestão de cancelamentos ou prorrogação de viagens internacionais de estudo, intercâmbios presenciais, eventos on-line, representações diplomáticas e esteve atenta às mudanças mundiais no cenário da educação internacional.

Também reorganizou sua atuação, passando a ofertar ações virtuais como aulas-espelho e eventos on-line com a participação de docentes. Além disso, criou a oferta de intercâmbios virtuais, além de ter estreitado contatos com setores internacionais de instituições conveniadas e parceiros por meio de informes institucionais da atuação institucional frente ao cenário pandêmico.



Apoio aos acadêmicos

Tanto os acadêmicos da Unisc que estavam no exterior, quanto os estudantes estrangeiros que estavam em pleno intercâmbio na Unisc, quando iniciou a pandemia, receberam total suporte em questões diversas, como: contatos com universidades estrangeiras e representações consulares de diferentes países para buscar informações sobre as fronteiras; regras de travessia de fronteiras e para a viagem internacional de cada aluno para orientá-los corretamente; organização e oferta de transfer para alunos em situações mais vulneráveis; gerenciamento de cancelamento de estágios em empresas; cancelamentos de matrículas de intercâmbio no exterior e na Unisc; reintegração acadêmica na Unisc a alunos que voltaram mais cedo do exterior; chamadas de vídeo rotineiras com todos os alunos e com apoio do NAAC para acompanhar o quadro psicológico dos alunos; contato com familiares de estudantes no exterior para repassar orientações oficiais e institucionais, acalmando-os sobre o retorno ou a permanência do estudante em outro país; contatos com universidades estrangeiras para ajustar as questões relativas aos alunos; agendamento de consulta médica; entre outros.

Intercâmbios virtuais eMOVIES

O programa oferece a oportunidade para alunos da Unisc realizarem disciplinas de forma virtual e gratuita em universidades das Américas, associadas à Organização Universitária Interamericana (OUI). As ofertas estão disponíveis em diversas universidades: Argentina, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Equador, México, Panamá, Peru, República Dominicana e Venezuela.








Evento com Conselho Britânico e FAUBAI

A Unisc foi convidada a apresentar, em um evento internacional, o seu modelo comunitário e evidenciar ações que juntam tanto a perspectiva de extensão com a de internacionalização.


Evento Webinário Comung

O Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung), por meio do Grupo de Trabalho de Internacionalização, promoveu uma série de Webinars para refletir e debater possíveis soluções de problemáticas sociais diversas. Foram 13 eventos em diferentes idiomas, abordando estudos e projetos com temas relacionados a Covid-19, saúde, exploração sexual, biotecnologia, agenda 2030 na comunidade Latino-americana, cooperação, migrações, entre outros. A Unisc esteve presente ao longo do evento, acompanhando os debates, além de ter sido representada por sua docente e pesquisadora Grazielle Betina Brandt, que ministrou um Webinar com o tema “Do regional ao global: a atuação do Observatório do Desenvolvimento Regional em redes de pesquisas e no contexto Covid-19”, (em Inglês).


Mais ações em 2020


73 convênios internacionais vigentes com universidades de 20 países;


18 estudantes estrangeiros em atividades na Unisc;


132 alunos de graduação e de pós-graduação em programas presenciais e virtuais;


Continuidade da mobilidade internacional docente: 59 docentes da Unisc realizaram atividades em 11 países e outros 97 professores estrangeiros, oriundos de 17 países, estiveram na Universidade;


Apoio na realização de 20 aulas virtuais internacionais com professores de universidades conveniadas; 


Divulgação da oferta de bolsas para estrangeiros em programas Stricto Sensu.

Unidade de Saúde Comunitária


O Serviço Integrado de Saúde (SIS), durante a pandemia da Covid-19, manteve a clínica-escola funcionando, oferecendo atendimentos presenciais gratuitos. Também foram mantidos os canais de comunicação com os usuários por telefone e WhatsApp. Assim, os usuários da comunidade em geral e os participantes dos grupos atendidos por estudantes dos cursos de enfermagem, medicina, nutrição e psicologia receberam orientações, encaminhamentos e agendamentos remotos para os casos que apresentavam agravamento da sua condição de saúde.

Em 2020, 683 estudantes realizaram atividades curriculares no SIS e 39 desenvolveram práticas independentes para o núcleo flexível de seus respectivos cursos, totalizando 722 estudantes envolvidos.

Referência na comunidade

Durante a pandemia, o SIS se consolidou como uma referência para informações em saúde, o que gerou um número elevado de ligações para o serviço. Foi registrado de 23 de março a 23 de junho, um total de 4.010 ligações recebidas, muitas delas em decorrência da 22ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. No mês de outubro, foram 235 ligações, em que a população solicitou informações sobre os atendimentos dos cursos atuantes e sobre a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação.

11.717

atendimentos do sistema de atendimento integrado

3.515

vacinados na Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza


Enfermagem


Realizou 6.305 atendimentos gratuitos, entre aplicação de calor e frio; aplicação de medicação; controle de batimentos cardiofetais; coleta citopatológica; coleta do teste do pezinho; consultas de enfermagem; consulta de florais; curativos; encaminhamentos; exame de mama; HGT; imobilizações; imunizações; nebulizações; orientações; pesagem; retirada de corpo estranho; retirada de pontos; testes rápidos; verificação de sinais vitais; e visita domiciliar. Também contou com 96 participações nos seguintes grupos oferecidos pela enfermagem: AMBITRANS, educação em saúde, grupo do cuidador – equipe do SIS, e grupo entre elas.

Além disso, no início da pandemia, estagiários do 9º semestre de Enfermagem, sob orientação da equipe do SIS, realizaram orientações aos familiares de pacientes acamados, sobre a importância do isolamento social e de outras práticas de prevenção à Covid-19. As visitas foram realizadas de acordo com as solicitações feitas pelos usuários do SIS.


Medicina


Realizou 821 atendimentos gratuitos, entre coletas citopatológicas e consultas nas áreas de Clínica médica, pediatria e ginecologia. Os atendimentos são realizados de forma interdisciplinar com a Nutrição, Enfermagem e Psicologia.


Nutrição


Foram realizadas 389 consultas individuais gratuitas em nutrição. Os atendimentos são de avaliação nutricional, física e antropométrica; atendimento ambulatorial individual; oficinas de alimentação saudável para diabéticos, hipertensos e para a população em geral; atendimento de crianças, adultos, atletas, idosos, entre outras pessoas da comunidade.


Psicologia


Foram realizados 3.304 atendimentos individuais gratuitos, além de um total de 173 participações nos encontros de grupos. Os atendimentos individuais de psicoterapia são oferecidos para crianças, adolescentes e adultos; também são realizados psicodiagnósticos, acolhimento e atendimento psiquiátrico. Os grupos coletivos são diversos, com focos em singularidades, por exemplo, para mulheres, para pais adotivos, para a população LGBTQ+, para pessoas com ansiedade, entre outros.

Serviço de Reabilitação Física

O Serviço de Reabilitação Física (SRFis) de Nível Intermediário, credenciado junto ao Ministério da Saúde e ao Governo do Estado do Rio Grande do Sul, é referência do Sistema Único de Saúde para 25 municípios integrantes da 8ª e 13º Coordenadorias Regionais de Saúde. O atendimento prestado pelo serviço é multiprofissional, operando com a união de diversas áreas da saúde: Fisioterapia, Enfermagem, Terapia Ocupacional, Psicologia e Serviço Social.

Mais de 250 cadeiras de rodas doadas para pacientes de 25 municípios

Há mais de dez anos, o Serviço de Reabilitação Física (SRFis), desenvolvido no curso de Fisioterapia, realiza um trabalho comunitário que transforma a vida dos pacientes que necessitam de próteses ou de órteses. O SRFis, em parceria firmada com o Ministério da Saúde e com o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, entregou 259 cadeiras de rodas para os usuários, para moradores de 25 municípios. As cadeiras entregues são um diferencial na vida das pessoas porque proporcionam mobilidade, independência e autonomia. Além disso, uma prótese de mão foi desenvolvida através do serviço para melhora da qualidade de vida do usuário.



Ambulatório de feridas atende pacientes de toda região

O Ambulatório de Feridas atende de forma gratuita os pacientes com feridas agudas ou crônicas. Além da realização de curativos qualificados, os profissionais da saúde realizam uso de recursos terapêuticos que facilitam o processo de reabilitação da pele e prestam orientações sobre os cuidados com as feridas de modo personalizado e de acordo com as necessidades de cada paciente. O serviço é um convênio da Unisc com o Governo do Estado e, portanto, vinculado ao SUS.



SRFis e Acadef: parceria para modelagem de prótese e órtese em 3D

Em setembro, o SRFis recebeu o fisioterapeuta e técnico em próteses da empresa Ottobock de Valinhos (SP), Eduardo Muratta. O objetivo foi implantar, em parceria com a Associação Canoense de Deficientes Físicos (Acadef), ortopedia contratada e responsável pela confecção de órteses e próteses, a modelagem em 3D.



Prótese transfemural aquática recebe certificação de patente

Por meio do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia da Unisc (NITT), foi entregue o certificado de patente da Prótese transfemural aquática, que permite o treino de marcha precoce em pacientes amputados. A tecnologia é resultado do trabalho de conclusão do curso de Fisioterapia de Daiane Braibante Flores, também tendo como autores os professores Patrícia Roveda, Angela Cristina da Silva e Flávio Thier, bem como o ex-funcionário dos laboratórios das Engenharias, Janderson Renato dos Santos.

.

Atendimentos do Reabilitação Física

9.595

Triagens

290

Tratamentos fora do domicílio

09

Feridas

19

Ambulatório de Feridas

580

Atendimentos pós-protetização

05

Reavaliações

124

Pedidos judiciais de atendimento:

05

Doações de dispositivos

Cadeira de rodas

210

Cadeira de rodas motorizadas

49

Órteses MMSS e MMII e Coletes

126

Próteses MMSS e MMII

49

Ataduras elásticas para coto

78

Almofadas antiescaras

23

Bengalas, muletas e andadores

36

Dispositivos concedidos

1.057

Clínica FisioUnisc

Em virtude da pandemia da Covid-19, diversas medidas foram adotadas para garantir a segurança dos pacientes, estagiários, professores e funcionários. Com isso, os números de pacientes precisaram ser reduzidos, bem como os pacientes do grupo de risco não puderam ser atendidos, com a intenção de zelar por sua segurança.

Foram realizados 1.319 atendimentos, nas seguintes atividades

Agendamento e avaliações iniciais dos pacientes

Para realizar o agendamento solicita-se um atestado médico com diagnóstico clínico do paciente ou laudo fisioterapêutico atualizado. Com base nos exames complementares trazidos pelo paciente e de uma avaliação físico-funcional do mesmo, é determinada a frequência do tratamento e encaminhado o agendamento. Os pacientes também são encaminhados pelo Hospital Santa Cruz e demais serviços de saúde da universidade.

Atendimentos fisioterapêuticos dos pacientes

Nos atendimentos são utilizados recursos de eletrotermofototerapia, cinesioterapia, hidroterapia, massoterapia, entre outras técnicas fisioterapêuticas, com o objetivo de restabelecer as condições físico-funcionais dos pacientes. A duração do tratamento fisioterapêutico varia conforme a necessidade apresentada pela patologia ou pelo distúrbio físico funcional do paciente e a alta fisioterapêutica é definida pelo estagiário em consenso com o orientador fisioterapeuta que o acompanha.

Atendimentos nos Bairros de Santa Cruz do Sul

Através do Estágio Supervisionado em Fisioterapia na Saúde Coletiva, foram atendidas as Unidades de saúde ESF Cristal/Harmonia, ESF Menino Deus, ESF Coahb Renascença. Estes atendimentos beneficiaram 21 pessoas com 216 atendimentos individuais domiciliares e/ou ambulatoriais. Para as práticas, 17 estagiários atuaram, com supervisão direta de três professores orientadores. Também houve encaminhamentos de pacientes, através do sistema de referência e contrarreferência, para serem atendidos na Clínica.


O Curso de Odontologia da Unisc atua nas dimensões do ensino, da pesquisa, da extensão e da pós-graduação. Através do trabalho de professores e de acadêmicos do curso, se torna possível atender à comunidade. Os atendimentos são realizados nas clínicas do Curso, que contam com infraestrutura de alta qualidade. São prestados serviços nas áreas de dentística, endodontia, periodontia, cirurgia, prótese, radiologia, odontopediatria e ortodontia (preventiva para crianças). Em 2020, após um período de estudo, para elaboração de protocolos de prevenção à Covid-19, as atividades práticas foram retomadas. Com todos os cuidados, foram realizados 6.618 atendimentos nas clínicas da Unisc.

Hospital Veterinário da Unisc

Após nove meses de obras, o Hospital Veterinário da Unisc foi inaugurado em agosto de 2020. Devido à pandemia da Covid-19, os atendimentos começaram a ser realizados em outubro. A expectativa é que, quando atingir seu pleno funcionamento, possa chegar a cem atendimentos ao dia, visto que é referência no Vale do Rio Pardo.

São disponibilizados desde atendimentos clínicos até procedimentos mais complexos para animais de grande e médio portes, além de animais silvestres. O espaço localizado na RSC-287, em Linha Pinheiral, possui cerca de 2 mil metros quadrados de área construída.

A obra contou com investimento de 5,7 milhões, providos pela Prefeitura Municipal e pela Unisc, que financiou os recursos através do Sicredi.

Por meio da parceria, a Unisc atende de forma gratuita animais advindos de ONGs, protetores de animais independentes, tutores com baixa renda ou procedentes do Canil Municipal que possuam convênio com a Prefeitura. Os atendimentos são realizados por acadêmicos do curso de Medicina Veterinária, sob supervisão de seus professores orientadores.

Em 2020, foram realizados os seguintes atendimentos,
entre o convênio com a Prefeitura e privados:

203

Consulta

57

Raio X

78

Exame
Laboratorial

27

Procedimento
Cirúrgico

Nosso Hospital Veterinário é um local para a formação qualificada de profissionais e para o desenvolvimento de nossa comunidade. Comemoramos, em conjunto com a prefeitura municipal, essa importante conquista. Os recursos aplicados são um grande investimento para o presente e para o futuro da nossa região. O retorno será na produção de ciência e tecnologia, na educação e na saúde, apontou a reitora, Carmen Lúcia de Lima Helfer


Campanha Solidária contra Raiva

Em setembro, uma equipe do curso de Medicina Veterinária da Unisc imunizou cães e gatos no campus da Universidade, em Santa Cruz do Sul. Seguindo os protocolos de segurança, a vacinação ocorreu em formato Drive Thru, estando os tutores obrigatoriamente com máscaras. Os animais foram vacinados dentro do carro. Foram 600 doses de vacina disponibilizadas e, em troca, os tutores deveriam doar 1kg de alimento não perecível a ser destinado aos projetos sociais realizados pela Unisc.

Gabinete de Assistência Judiciária

O Gabinete de Assistência Judiciária (GAJ) proporciona para a população em situação de vulnerabilidade social o acesso à justiça, como forma de reivindicar e proteger seus direitos. O setor oferece informações e elabora peças processuais cíveis, criminais e trabalhistas e realiza o acompanhamento dos processos e das audiências, proporcionando suporte emocional aos assistidos e desenvolvendo atividades de mediação das famílias na solução de conflitos. Os atendimentos abrangem os municípios das comarcas de Santa Cruz do Sul, Vera Cruz, Venâncio Aires, Rio Pardo, Capão da Canoa e Sobradinho.

No ano de 2020, devido à pandemia, o GAJ desenvolveu um serviço de Call Center para auxiliar a população. Ao todo, foram realizados 1895 atendimentos para pessoas de diversas cidades do estado.

GAJ firma convênio com o Ministério Público Federal

O convênio prevê a atuação dos profissionais do GAJ em acordos de não persecução penal, em face da ausência da Defensoria Pública da União no município.

TecnoUnisc

O Parque Científico e Tecnológico Regional da Unisc (TecnoUnisc) foi criado com base na ideia de que inovação e empreendedorismo são importantes fontes de desenvolvimento social. Por meio da promoção de ações que buscam maior interação entre Universidade, Empresas, Governo e sociedade, o parque auxilia empreendedores e visionários no desenvolvimento de produtos e processos inovadores.

As estruturas atuais do parque, resultado de uma construção de 15 anos da Apesc e da Unisc, para investir em ambientes de inovação na região, são:

Centro de Excelência em Produtos e Processos Oleoquímicos e Biotecnológicos (CEPPOB)

Espaço de desenvolvimento de produtos e processos inovadores em áreas como Oleoquímica, Biotecnologia, Síntese Orgânica, Microbiologia, Biologia Molecular e Cultivo Celular. Seus laboratórios contam com modernas instalações que permitem pesquisa em escala laboratorial e piloto.

Em 2020, a estrutura do CEPPOB foi adaptada para auxiliar no combate à pandemia da Covid-19. Desde o mês de abril, estão sendo realizados em seus laboratórios os diagnósticos dos exames moleculares para Covid-19, em parceria com a prefeitura municipal, com o trabalho de profissionais e voluntários da Unisc.

Incubadora Tecnológica da Unisc (Itunisc)

Acreditando que boas ideias só precisam de um pequeno incentivo para serem concretizadas, a Itunisc auxilia no desenvolvimento de empreendedores e novos negócios, fornecendo um espaço físico descontraído, consultorias e outros serviços de apoio. Ao longo de sua história, a Itunisc já “graduou” 23 empresas, ou seja, empresas que passaram pelo período de incubação. Em 2020, a Itunisc selecionou 11 projetos de pré-incubação, passando a adotar um modelo de mentorias on-line que permitiu o seu funcionamento ao longo da pandemia.

A Itunisc também promoveu, em parceria com o SEBRAE/RS, a iniciativa Ideias Transformadoras. O evento contou com a participação virtual de mais de 330 pessoas, sensibilizando os ouvintes para a temática do empreendedorismo e da inovação.

Centro de inovação e difusão tecnológica (TecnoUnisc)

Em 2020, o TecnoUnisc foi parceiro de nove empresas hospedadas e quatorze empresas associadas externas, além de ter desenvolvido doze projetos de pesquisa para a geração de novos produtos e processos.

Colaborando para o enfrentamento da pandemia, também foi realizada a distribuição de, aproximadamente, 3.500 máscaras protetoras do tipo face shield; a adaptação de equipamentos; e a criação de novas soluções para tentar reduzir os impactos da pandemia;

O TecnoUnisc em 2020

54

Estágios ao
longo do ano

12

Projetos de
pesquisa em
andamento

97

Pessoas
trabalhando
no parque


Responsável por desenvolver e fomentar atividades culturais, o Núcleo reconhece a importância da diversidade e da multiplicidade de expressões culturais. Através de suas ações busca democratizar o acesso, bem como valorizar as produções locais e articular a Universidade com o poder público e com as organizações da sociedade civil para promover a cidadania cultural.

Durante a pandemia, diversas expressões artísticas foram compartilhadas para minimizar aspectos negativos do isolamento social. Artistas do mundo todo usaram a arte para expressar as suas impressões desse momento ímpar e também para levar alegria para as pessoas por meio de diversas plataformas digitais. Da mesma forma, o Núcleo de Arte e Cultura tentou promover atividades culturais on-line e gratuitas à comunidade:

Orquestra de Câmara e Coro realizam atividades conjuntas

Com a impossibilidade de concertos presenciais, a Orquestra de Câmara realizou 10 apresentações virtuais ao longo do ano de 2020. Cada músico gravou em sua casa, com aparelho celular, conforme a orientação do maestro Leandro Schaefer. Já o Coro da Unisc, realizou duas apresentações individuais, além de participar de alguns dos vídeos da Orquestra. O público acompanhou as apresentações pelas páginas do Facebook e do YouTube da Unisc. No total, foram alcançadas mais de 116 mil visualizações.


Música para a comunidade

A Escola de música, que é aberta à comunidade, manteve suas atividades, disponibilizando aulas de piano, canto, violão, teclado e saxofone. No decorrer do ano, contou com 15 alunos.

Além disso, o Espaço Aberto, que consiste em apresentações de músicos locais, sejam alunos ou não, quinzenalmente nas quartas-feiras no horário do meio dia, no Centro de Convivências da Unisc realizou a apresentação de Francine Stringuini em março. Não foi possível seguir com o cronograma de apresentações, em virtude da pandemia.


Realizado por Unisc, Sesc Unidade Fecomércio e Pé de Coelho Filmes, o Festival Santa Cruz de Cinema é o único festival do gênero no Vale do Rio Pardo. O evento ocorre anualmente, contando com 5 dias de atividades diversas.

Em 2020, a terceira edição do Festival Santa Cruz de Cinema teve como um dos objetivos centrais estimular o acesso democrático à cultura. Devido à pandemia da Covid-19, o evento migrou para o formato on-line. A programação foi adaptada ao ambiente digital e, desse modo, ocorreram oficinas, exibição dos filmes selecionados na Mostra Competitiva, debate com os realizadores das obras e premiação nas categorias vencedoras, entre os dias 7 e 11 de dezembro.

Participam do evento cineastas do ramo de curta-metragem de todo o território nacional. Na terceira edição, 603 obras de 23 estados brasileiros e mais o Distrito Federal disputaram as 18 vagas da Mostra Competitiva.

Além dos organizadores, duas empresas foram patrocinadoras do Festival: JTI e Unimed dos Vales do Rio Pardo e Taquari. A Gazeta Grupo de Comunicações também selou uma parceria cultural e cobriu midiaticamente as atividades.

Oficinas Gratuitas

Como parte das atividades do Festival, foram ministradas duas oficinas gratuitas e abertas ao público, com as cineastas Gautier Lee e Marina Kerber, respectivamente, sobre como criar o roteiro de um curta-metragem e como fazer animação em casa. Ambas as oficinas tiveram o número de vagas esgotados e contaram com lista de espera. Ao todo, 50 pessoas acompanharam as atividades.

Mostra Competitiva

18 filmes participaram do circuito competitivo do Festival, após serem selecionados por uma curadoria que envolveu representantes do cinema, de universidades e de entidades de diversas regiões do Brasil. Durante o período do evento, todos os filmes ficaram disponíveis no site de forma gratuita e aberta à comunidade. Ao todo, foram mais de 5 mil visualizações nos filmes.


Debates com participantes

Os realizadores dos filmes participaram de debates on-line, abertos a comunidade, contando sobre suas obras e respondendo questões do público.

Júri Popular

Para incentivar o público a participar do evento, foi realizado um Júri Popular, por meio de formulário on-line, onde o filme mais votado ganhou essa premiação.

Premiação

Além dos Troféus Tipuana, desenvolvidos para o evento, todas as 12 categorias premiadas contaram com um valor em dinheiro, tendo em vista que o momento pandêmico afetou economicamente a classe artística e cultural. As premiações foram definidas por um Júri técnico composto por três profissionais do ramo.

Homenageada

Todos os anos o Festival seleciona uma personalidade do cinema nacional para homenagear. Em 2020, a homenageada foi a atriz Léa Garcia, que possui mais de seis décadas de carreira artística, em cinema, novelas, peças teatrais e séries. No início de sua trajetória já concorreu em Cannes na categoria de melhor interpretação feminina com “Orfeu Negro”, um clássico que ganhou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, o Globo de Ouro e a Palma de Ouro, na mesma categoria.

Mostra Universitária exibe filmes de acadêmicos produzidos durante a pandemia

Professores e estudantes do curso de Produção em Mídia Audiovisual da Unisc, para dar continuidade às produções fílmicas propostas nas disciplinas, decidiram gravar com os recursos disponíveis em casa ou, no caso de cenas externas, respeitando todos os protocolos de segurança vigentes. Os alunos puderam optar por produzir com seus celulares ou buscar equipamentos emprestados na Universidade. Para exibir o resultado dessas produções, além de outras obras de semestres anteriores, foi realizada uma Mostra On-line, acompanhada de debates dos realizadores das obras. A 9ª Mostra em Cartaz foi realizada em novembro, em transmissão ao vivo no Facebook, diferente das outras edições que aconteciam no Anfiteatro da universidade.

Esporte


Ajusc inaugura nova estrutura

Em fevereiro, a Associação de Judô Santa Cruz (Ajusc), que proporciona aulas gratuitas para jovens em Santa Cruz do Sul, inaugurou uma nova instalação no Tênis Club. O novo dojô visa garantir mais conforto aos judocas atendidos pelo programa.




Alguns Projetos da Unisc em 2020

Projeto “Direitos da Mulher Agredida” é contemplado com edital da República Tcheca

o projeto de extensão, idealizado pela professora Caroline Fockink Ritt, atua para o enfrentamento da violência doméstica contra a mulher há sete anos.

Com os recursos advindos do Edital Internacional Transition, se tornou possível a aquisição dos equipamentos necessários para expandir os serviços a outros municípios da região. O cônsul da República Tcheca, František Fleišman, visitou o projeto que presta assessoria jurídica e acolhimento às vítimas, para conhecer seu funcionamento. Atualmente, são beneficiadas com a iniciativa as cidades de Santa Cruz do Sul, Montenegro, Venâncio Aires, Sobradinho e Rio Pardo. Também houve investimento em um e-book sobre violência doméstica, que pode ser acessado gratuitamente através do link.

Em 2020, 196 atendimentos foram realizados de maneira gratuita


Projeto da Unisc
beneficiou
agroindústrias
familiares do Vale
do Rio Pardo

Por meio do projeto de extensão Design de Embalagens para Agroindústrias Familiares, do professor Rudinei Kopp, a Unisc proporcionou a criação de embalagens e rótulos para diversas agroindústrias familiares da região. O objetivo da iniciativa é contribuir para a profissionalização das marcas e para sua maior comercialização. Foram parceiras do projeto o Arranjo Produtivo Local (APL) e a Emater/RS. Até o fim de 2020, 16 produtores e produtoras foram beneficiados, de forma gratuita, com a identidade visual e os rótulos para os seus negócios. Além disso, o desenvolvimento dos materiais visuais integrou as aulas práticas de acadêmicos do Curso de Publicidade e Propaganda, auxiliando em seu maior aprendizado.

Programa Nós
por Elas – A
voz feminina do campo


saiba mais

Olhar para um mundo com mais respeito à diversidade de gênero é um dos objetivos deste projeto. O Projeto é realizado em parceria com a Unisc, há quatro anos, através do Curso de Comunicação Social, que desenvolve as habilidade de comunicação para o rádio. Os boletins que são gravados durante as atividades são veiculados nos programas de rádio dos Sindicatos Rurais parceiros do Programa dentro dos seus espaços voltados aos produtores rurais, associados da Afubra e site do Instituto Crescer Legal. Em 2020, seis egressas do Instituto Crescer Legal, com idades entre 18 a 21 anos, aceitaram o desafio de participar, de forma voluntária, da edição especial do Nós por Elas – A voz feminina do campo. O programa abordou temas relacionados a sororidade, autocuidado feminino e aprendizado com a pandemia, tendo sido desenvolvido e gravado de forma remota. Nessa edição, as jovens também aprenderam noções básicas de fotografia.

Promoção do envelhecimento saudável e reabilitação cardiorrespiratória 2020-2021

Busca identificar e tratar os idosos fragilizados e suas multimorbidades por meio do exercício físico, da adoção de um estilo de vida saudável, da educação para o automanejo da doença, fatores de risco e sua prevenção. O projeto atende idosos independentes, fragilizados ou portadores de Doenças Crônicas Não Transmissíveis, cardiopatia (IAM, ICC, HAS), pneumopatia (Asma e DPOC), osteopatia (Artrose, Artrite, Doença Degenerativa)], doenças metabólicas (Diabetes, Síndrome da Obesidade, Dislipidemias) associados ou não a comorbidades. As atividades ocorreram no Programa de Reabilitação Cardiorrespiratória e Metabólica do HSC e, no ano de 2020, o projeto contou com 61 beneficiados.

Grupo de Trabalho em Apoio a Refugiados e Imigrantes (GTARI)

Visa ao acolhimento e à integração de refugiados e imigrantes, através da produção e disseminação de conteúdos relativos à condição migrante. O projeto, coordenado pela Professora Mariana Dalalana Corbellini, busca a desconstrução de estereótipos depreciativos, disponibilizando informações que facilitam a integração socioeconômica e cultural dos refugiados e imigrantes, permitindo, em médio prazo, sua emancipação e auto-organização. O trabalho articula os cursos de Relações Internacionais, Comunicação Social e Pedagogia. Em 2020, o projeto teve 300 beneficiados, sendo em sua grande maioria venezuelanos e haitianos, que estão vivendo em Venâncio Aires.

PROPET Saúde Redes de Atenção

Atende os municípios de Santa Cruz do Sul, Rio Pardo e Vera Cruz, em parceria com as Secretarias Municipais de Saúde. Envolvendo vários cursos de graduação, o projeto promove a integração ensino-serviço-comunidade através da reorientação da formação profissional em saúde, contribuindo com a mudança do modelo assistencial e com a qualificação profissional para o SUS.

Liga do Trauma

Surgiu da necessidade de uma discussão mais aprofundada entre os estudantes de medicina, profissionais de saúde e a comunidade sobre o Trauma. É composta por um grupo de acadêmicos da graduação do curso de medicina, sob supervisão de docente, que é presidente regional da Sociedade Brasileira de Atendimento Integral ao Traumatizado (SBAIT). As atividades realizadas pela liga incluem reuniões de estudos semanais, nas quais ocorrem também discussões de casos clínicos relacionados ao trauma, organização de eventos e trabalhos científicos para apresentação em congressos, eventos científicos ou publicação em revistas. A liga do trauma oferece também aos seus membros o Curso de Trauma e Emergência no Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre.

Desenvolvimento


Nupes inicia pesquisa desenvolvida no RS, SC e PR

A pesquisa intitulada “Práticas de Trabalho Agrícola: comprometimento com relações de trabalho seguras e justas”, operacionalizada pelo Núcleo de Pesquisa Social da Unisc (Nupes), conta com o envolvimento das áreas de Direito e Serviço Social, tanto de professores quanto de bolsistas. Mais de 80 famílias dos três estados do Sul do país serão entrevistadas para compreender as relações de trabalho de cada região. A pesquisa segue em andamento e é realizada em parceria com a Philip Morris Brasil.


Projeto produz filtros para tratamento de
água com excesso de flúor

O abastecimento de água de muitas comunidades do interior dos municípios gaúchos é proveniente de poços e fontes naturais. Contudo, estudos desenvolvidos pela Unisc têm identificado níveis elevados de flúor em alguns desses sistemas, ficando acima dos limites máximos permitidos pela lei estadual e Federal para potabilidade. Muito embora o flúor seja um importante agente inibidor da cárie, em níveis elevados é responsável por uma doença em crianças denominada fluorose dental. Ciente desse problema, a Unisc, desde 1996, vem investindo esforços no desenvolvimento de um sistema eficiente e de baixo custo, capaz de reduzir a concentração de flúor na água de abastecimento até valores adequados ao consumo humano, com o propósito de erradicar a fluorose dental nas comunidades que utilizam água subterrânea para abastecimento.

A Universidade contou com o apoio do governo do Estado do Rio Grande do Sul, da Fundação Nacional de

Saúde (Funasa), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs). Por meio de convênio entre o Núcleo de Gestão Pública da Unisc e a Prefeitura Municipal de Restinga Seca, foi realizada a produção dos primeiros sete sistemas de desfluoretação de uso doméstico, que serão instalados na localidade de São Sebastião. Além do fornecimento desses sistemas, a Unisc vai auxiliar a Prefeitura no monitoramento e na manutenção dos equipamentos.

A equipe do projeto é composta por Adilson Ben da Costa (Programas de Pós-graduação em Tecnologia Ambiental e em Sistemas e Processos Industriais), Eduardo Lobo Alcayaga (Programa de Pós-graduação em Tecnologia Ambiental), Valéria Borges Vaz (Núcleo de Gestão Pública da Unisc) e Ronaldo Bastos dos Santos (Programa de Pós-graduação em Sistemas e Processos Industriais).

Cuidados com o Meio Ambiente

Consumo de energia e água

Devido à redução das aulas presenciais, de acordo com os decretos estaduais e municipais, o consumo de energia no campus teve uma redução de aproximadamente 70% em comparação ao ano anterior. Ainda assim, mesmo que em menor escala, a Universidade continuou com o programa de eficiência energética, empregando em novos ambientes lâmpadas com tecnologia led, e condicionadores de ar tipo inverter.

A energia elétrica consumida pela Unisc Santa Cruz do Sul, incluindo a Escola de Educação Básica Educar-se e o Centro de Educação Profissional da Unisc (Cepru), continuou sendo proveniente de fontes limpas, totalmente renováveis e que não agridem o meio ambiente. Assim, no ano de 2020, a Universidade recebeu um certificado da empresa Ludfor Energia Ltda, que reconheceu, devido ao uso da energia renovável, uma redução de 285,987 toneladas de dióxido de carbono durante o ano de 2019.

De maneira permanente, a Instituição desenvolve campanhas para o consumo consciente de água e energia em suas instalações. A água utilizada é fornecida pela Corsan e, em Santa Cruz do Sul, também de dois poços artesianos.

Tratamento de efluentes

Todo o efluente sanitário gerado no campus da Unisc, em Santa Cruz do Sul, é tratado em uma Estação de Tratamento de Efluentes (ETE). Ela trata o efluente por meio de processos biológicos e segue as exigências estabelecidas pela legislação, estando devidamente licenciada junto ao órgão ambiental municipal. O sistema também constitui uma área de pesquisa e desenvolvimento de projetos acadêmicos, tanto da graduação, quanto da pós-graduação.

Gestão de resíduos

Diversas medidas de gestão ambiental são adotadas para que os resíduos gerados na Instituição tenham uma destinação adequada, começando pela coleta seletiva, que contempla a disponibilização de coletores para cada material (papel, plástico, metal, vidro, orgânico e rejeito), bem como as ações de educação ambiental.

Somente no ano de 2020, foram enviadas para reciclagem cerca de 28 toneladas de material reciclável. Devido à diversidade de atividades desenvolvidas na Instituição, há resíduos que precisam receber atenção especial, tais como os provenientes de laboratórios, as lâmpadas fluorescentes, os resíduos da construção civil e dos serviços de saúde. Nesses casos, os materiais são encaminhados para empresas capacitadas e licenciadas pelos órgãos ambientais competentes.

Em 2020, foram encaminhadas cerca de 10 toneladas de resíduos químicos líquidos e sólidos, 3.000 lâmpadas fluorescentes e 140 toneladas de resíduos da construção civil. Os resíduos sépticos, provenientes da área da saúde e do ensino, totalizaram aproximadamente 5 toneladas.

Já a parcela constituída por rejeito/orgânico (materiais que não podem ser reciclados) é encaminhada para aterro sanitário devidamente licenciado, local onde são adotadas diversas medidas para que os resíduos não contaminem o meio ambiente. De forma constante, são realizadas campanhas que visam ao consumo consciente e à redução de desperdícios, buscando-se, assim, não apenas o atendimento à legislação, mas principalmente atuar de forma responsável, proativa e em consonância com as práticas ambientais de conservação de recursos naturais.

Proteção da biodiversidade

A Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) da Unisc é uma das maiores do Rio Grande do Sul e contribui para a conservação da Mata Atlântica, sendo um refúgio para diversas espécies características desse bioma. A região tem o privilégio de ter uma amostra de Mata Atlântica que será conservada perpetuamente, favorecendo a proteção da biodiversidade e ampliando as áreas protegidas no país. A área contribui para a polinização, para a regulação da qualidade do ar, do clima e da água, entre outros serviços ecossistêmicos.

Projeto Protetor das Águas

O Projeto Protetor das Águas, através do Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), é uma forma de preservar o meio ambiente, tendo efeitos positivos sobre os recursos hídricos do Arroio Andréas, principal manancial de abastecimento do município de Vera Cruz. O caráter preventivo, voluntário e não punitivo dessa iniciativa favorece o desenvolvimento sustentável em localidades rurais, além de beneficiar também a população urbana através do fornecimento de água de boa qualidade.

A estiagem, durante o ano de 2020, reforçou a necessidade de efetuar programas de preservação dessa natureza, visto o efeito positivo sobre a manutenção das vazões em período de escassez hídrica. O último ano foi especialmente complexo, tendo em vista um déficit nas precipitações de 830 milímetros.

A qualidade da água, monitorada agora em novos pontos estratégicos, se mostrou uma alternativa interessante e de menor custo para validar os resultados do projeto, tendo em vista que tanto em uma condição extrema de escassez hídrica, como após regimes de precipitação mais intensa, a qualidade da água se manteve de boa a regular, conforme padrão estabelecido pelo IQAData2015.

O Projeto acontece, com o apoio da Philip Morris, para pagamento dos agricultores e ações de monitoramento da Unisc, via TecnoUnisc e Departamento de Engenharias, Arquitetura e Computação e com a gestão do Escritório de Projetos. Dessa maneira, se consolida a sustentabilidade e longevidade deste que é o maior projeto ambiental da região do Vale do Rio Pardo e único certificado pela Agência Nacional das Águas, no âmbito do Rio Grande do Sul.