Histórias da Unisc

       

 

CRESCENDO COM A UNISC

Fani Cristina Lebens

Ano de Mil Novecentos e Oitenta e Seis: muita poeira e pouca habitação na Rua Boa Esperança, na antiga Vila São Luiz, em frente  aos blocos um, dois e três da FISC – Faculdades Integradas de Santa Cruz do Sul e do já em construção bloco quatro. Nos arredores muitos eucaliptos e areia, que eu teimava em dizer que era de praia, por ser clara e fina.  Aos sete  anos passeava pelos prédios da faculdade, rolava nos morrinhos de grama ao lado dos blocos, descendo-os com papelão, imaginando ser um tobogã. Brincar nas  construções era uma das minhas atividades preferidas. A emoção de fugir dos guardinhas (modo que eu chamava os vigias da época) era maravilhosa. Acredito que eles não gostavam muito, pois estavam sempre correndo atrás de mim, ou melhor, de nós. Sim, porque eu não estava sozinha, havia mais uma prima, a Gordinha, e três primos. As construções foram aumentando e neste contexto surgiu o Ginásio Pedagógico: nosso local preferido de fazer artimanhas. O prédio era enorme, havia muitos níveis, ótimo para brincar de esconder. Lembro-me de um episódio em que a Gordinha, minha prima, ficou trancada, ou melhor, entalada na porta improvisada do ginásio, e nós continuamos a correr, fugindo dos guardinhas.

A minha suposta areia de praia foi diminuindo aos poucos e dando lugar a novos prédios. Canos enormes foram trazidos, para a nossa felicidade, pois surgia uma nova forma de brincar. Pular em cima, imitando “A Ponte do Rio que Cai”, jogo apresentado na TV aos domingos. Os anos foram passando em clima de mudanças. E que mudanças!!!  Em 1989 a Rua Boa Esperança foi calçada com paralelepípedos e em 1993 uma carreata de ônibus, carros, buzinas, faixas, caras pintadas e muita alegria tiravam-me da minha novela preferida “Mulheres de Areia”. Era a comemoração da passagem da FISC para UNISC – Universidade de Santa Cruz do Sul. Havia, a partir daquele instante, uma universidade no quintal da minha casa. Naquele momento não entendi muito bem o porquê da folia, ainda comentei com minha mãe que simpatizava mais com o nome FISC, sem ter noção do tamanho da conquista...

Em 1998 ingressei no Curso de Comunicação Social – habilitação Jornalismo, fato que me concedeu uma “Faixa de Bixo” exposta na frente da minha casa, que ficou por dois meses, tamanho era o orgulho. Primeiro semestre como acadêmica da Universidade de Santa Cruz do Sul, muitas novidades, curiosidades, descobertas, amizades e o meu primeiro namoro. Nesse momento troquei areias, canos, morrinhos, construções e brincadeiras, por livros, descobertas e novos horizontes. No ano de 2000 vários cursos me chamavam atenção. Fiquei em dúvida entre Publicidade e Propaganda, Relações Públicas, Serviço Social e Pedagogia. Era a adolescência tomando conta... Já que nesta época as indecisões eram constantes...

Após várias conversas com professores optei por Relações Públicas, levada pela comunicação criativa, estratégica e organizacional. Confesso, ainda, que fui impulsionada pela explicação do curso, realizada pela professora Mônica, minha estimada amiga, e pelo contato com as pessoas.  Em 2002 concorri para uma vaga de emprego na UNISC, pela segunda vez, e para minha surpresa fui selecionada. Um dos meus grandes sonhos estava sendo realizado, trabalhar na UNISC. No Departamento de Ciências Administrativas, além de o trabalho ser gratificante, fui cercada por pessoas admiráveis que têm na busca do conhecimento o objetivo predominante. Aprendi muito, essencialmente a paixão pela docência, admirando meu grande amigo e chefe professor Vanderlei.

Já no ano de 2003 recebi um convite da querida amiga e professora Cristina, para participar, como Diretora de Marketing, da equipe UNIJR – Empresa Júnior da UNISC. Esse novo desafio foi encarado com muita ansiedade e entusiasmo. O amor pela Júnior, como chamávamos a empresa, foi indescritível. Literalmente vestimos a camiseta. O aprendizado adquirido foi intenso, principalmente os laços de amizade formados. O tempo foi passando... Surgiram os famosos congressos: Curitiba, Joinville e Santa Maria, locais onde o conhecimento gira, e como gira!

Assim, aos poucos, o Universo UNISC foi criando novas formas e novos conceitos. Agora não são mais as brincadeiras infantis que me trazem para este mundo, mas sim, a busca pelo trabalho, pelo conhecimento e pela qualidade.  Em 2005 uma outra grande conquista: a promoção para a Assessoria de Comunicação e Marketing da UNISC, mais precisamente para a Central de Informações. Hoje, dezenove anos após minhas descobertas sobre essas construções, muitos sonhos, aspirações e surpresas fazem parte do meu futuro. 

 

Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul - APESC